Menu Principal

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Responsabilidade Socioambiental

Apresentação

Responsabilidade Socioambiental pode ser definida como "o compromisso permanente dos empresários de adotar um comportamento ético e contribuir para o desenvolvimento econômico, melhorando, simultaneamente, a qualidade de vida de seus empregados e de suas famílias, da comunidade local e da sociedade como um todo" (World Business Council for Sustainable Development – WBCSD). Pode ser entendida também como um sistema de gestão adotado por instituições públicas e privadas, que tem por objetivo promover a inclusão social (Responsabilidade Social) e o cuidado ou conservação ambiental (Responsabilidade Ambiental).

 

Corresponde a um compromisso das empresas em atender à crescente conscientização da sociedade, principalmente nos mercados mais maduros. Diz respeito à necessidade de revisar os modos de produção e padrões de consumo vigentes de tal forma que o sucesso empresarial não seja alcançado a qualquer preço, mas ponderando-se os impactos sociais e ambientais conseqüentes da atuação administrativa da empresa.

 

Em 1987, o documento Our Common Future (Nosso Futuro Comum), também conhecido como Relatório Brundtland, apresentou um novo conceito sobre desenvolvimento definindo-o como o processo que “satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”. Assim fica conhecido o conceito de desenvolvimento sustentável.

 

São exemplos de programas e projetos de Responsabilidade Socioambiental: inclusão social, inclusão digital, programas de alfabetização, ou seja, assistencialismo social, coleta seletiva de lixo, reciclagem, programas de coleta de esgotos e dejetos, educação ambiental, e questões que envolvem: lixo industrial, reflorestamento X desmatamento, utilização de agrotóxicos, poluição, entre outros.

 

Na Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema e no Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, a Responsabilidade Socioambiental é colocada em prática através da Extensão Universitária.

 

A Extensão Universitária ou Acadêmica é uma ação de uma Universidade ou Faculdade junto à comunidade, disponibilizando ao público externo o conhecimento adquirido com o ensino e a pesquisa desenvolvidos. Essa ação produz um novo conhecimento a ser trabalhado e articulado, tanto pelos docentes, quanto por estudantes.

É um conceito adotado pelas instituições de ensino superior, especialmente no Brasil. Refere-se ao contato imediato da comunidade interna de uma determinada instituição de ensino superior com a sua comunidade externa, em geral a sociedade à qual ela está subordinada. A idéia de extensão está associada à crença de que o conhecimento gerado pelas instituições de pesquisa deve necessariamente possuir intenções de transformar a realidade social, intervindo em suas deficiências e não se limitando apenas à formação dos alunos regulares daquela instituição.

 

No Brasil, a extensão é um dos pilares do ensino superior, conjuntamente com o ensino e a pesquisa, conforme disposto na Constituição Federal. A Extensão é indissociável do ensino e da pesquisa: elas se complementam na medida em que esta fornece material para a pesquisa e campo para o ensino, mas além disto forma cidadãos.


Clique aqui e veja a apresentação dos projetos em slide.

 

Abordagem Intensiva ao Fumante/Controle de Tabagismo

Coordenação: Izabella Liguori Corsino (Coordenadora do Serviço de Psicologia Hospitalar do HMTJ)

 

O Curso de Abordagem Intensiva ao Fumante, do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, oferece tratamento para a cessação de fumar, através da abordagem cognitivo-comportamental e medicamentosa, reduzindo risco de doenças tabaco-relacionadas no município.

 

Voltar ao topo

 

Ações Socioeducativas de Saúde Coletiva

Coordenação: professora Érika Andrade e Silva. Organização: Cintia Brugiolo e Allan Calais (Comunicação & Marketing FCMS).

Acadêmicos de todos os cursos, a partir do 3º período, participam de Ações Socioeducativas de Prevenção e Promoção da Saúde, em diversos bairros, em parceria com a Prefeitura de Juiz de Fora. São realizadas aferição de pressão arterial e glicemia, medição de índice de massa corpórea e índice quadril-cintura, preenchimento de questionários com coleta de dados para futuros estudos e pesquisas, distribuição de folderes e orientação sobre diversos assuntos de saúde coletiva, distribuição de preservativos e brindes, entre outras medidas educativas.

As ações ocorrem em média duas vezes por mês, em parceria com a Secretaria de Administração e Recursos Humanos da PJF.

 

 

Voltar ao topo

 

 

Ações de Prevenção e Promoção da Saúde

Coordenação:
professora e doutora Mariângela Figueiredo (Enfermagem).



Acadêmicos do curso de Enfermagem participam de Ações de Prevenção e Promoção da Saúde, no Calçadão de Juiz de Fora (Rua Halfeld). São realizadas aferição de pressão arterial, distribuição de folderes e orientação sobre a importância da prevenção do câncer, distribuição de preservativos, entre outras medidas educativas.

 

As ações fazem parte da agenda anual de atividades de extensão do Curso de Enfermagem, conforme datas comemorativas ligadas à área (Dia Internacional da Mulher, Dia Internacional da Saúde, etc.). Os objetivos são estreitar os vínculos entre a academia e a comunidade, oportunizando aos estudantes estabelecer contato direto com a população através da educação em saúde; e divulgar o Curso de Enfermagem da Suprema.

 

Voltar ao topo

 



Ações Educativas/Sociais do Programa Integrador



Coordenação: profs Antônio Godinho e Fernando Farah (Enfermagem).
 
O Programa Integrador é um dos componentes centrais da estrutura curricular de nossos cursos, visando à indissociabilidade entre teoria e prática, à integração da Faculdade ao meio social local e regional, bem como à integração entre os diversos acadêmicos/futuros profissionais. Constitui-se em um dos eixos básicos dos projetos pedagógicos dos cursos, articuladores do ensino, pesquisa e extensão.

O PI ainda se insere no projeto mais amplo de parceria entre a Suprema e a Secretaria de Saúde, Saneamento e Desenvolvimento Ambiental da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora. Tal projeto foi estabelecido com os objetivos de contribuir para a formação integrada de profissionais de saúde e para a melhoria do Sistema de Saúde de Juiz de Fora.

O PI é desenvolvido em cinco Unidades de Atenção Primária à Saúde – UAPS em diferentes regiões administrativas do município de Juiz de Fora.
Sudeste: Furtado de Menezes e Vila Olavo Costa. Leste: São Benedito e Nossa Senhora Aparecida.

Sul: Santa Efigênia. Em todas as UAPS é desenvolvida a estratégia de saúde da família, sendo as equipes compostas por médico, enfermeira, auxiliar de enfermagem e agentes comunitárias de saúde. Nas UAPS de Furtado de Menezes, Olavo Costa e Santa Efigênia, também faz parte da equipe a assistente social.

 

 

Voltar ao topo


Amamentação Suprema – A primeira demonstração de amor



Coordenação: José Lúcio Acácio (Enfermagem).

O Projeto Amamentação Suprema – A primeira demonstração de amor orientou, em quatro meses, 468 puérperas sobre a importância da amamentação. Os estudantes desenvolveram habilidades para estimular e orientar a lactante sobre o aleitamento materno. O projeto contou com a participação de 26 acadêmicos, do 4º ao 6º período do curso de Enfermagem, em escala especial, já que a ação foi desenvolvida nas férias escolares.

Os resultados foram avaliados como positivos para os envolvidos:
• as púerperas foram atendidas no momento em que mais precisavam de ajuda, pois iniciavam a “maternagem” e a amamentação;
• para a Suprema, representou a oportunidade oferecida aos graduandos de atuarem em um projeto de extensão com um cunho educativo-social;
• para o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, significou o estímulo ao aleitamento, em conformidade com os pressupostos do Ministério da Saúde.

Voltar ao topo



Anamnese e Diagnóstico do Câncer de Boca



Coordenação: professor e doutor Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia).

Local: Praça João Pessoa/Rua Halfeld (Calçadão em frente ao Cine-Theatro Central), Centro, Juiz de Fora/MG

Justificativa:
A justificativa para a escolha do tema foi o fato de o câncer de boca ter uma incidência relativamente alta. Entretanto, acredita-se em sub-diagnóstico, e por isso a campanha faz-se necessária, não só para contribuir no diagnóstico, mas também para esclarecer a população sobre os fatores de risco envolvidos em todo o processo.

Descrição:
Os acadêmicos de Odontologia realizaram Exame Clínico da cavidade oral e, através de formulário apropriado, fizeram a triagem dos pacientes diagnosticados positivamente, para encaminhamento ao Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, a fim de dar uma perfeita condução ao caso.

 

Voltar ao topo


Assistência Fisioterápica: Tupi Futebol Clube



Curso: Fisioterapia.

Coordenação: Professor Adeir Moreira Rocha Júnior.

O futebol é o esporte mais praticado no Brasil. Devido ao grande contato físico, aos movimentos repetitivos de aceleração/desaceleração, às mudanças de direção e aos pivoteamentos, essa modalidade apresenta um elevado índice de lesões nos seus praticantes. A Fisioterapia vem assumindo cada vez mais um papel de destaque nos processos de identificação dos fatores que predispõe a essas lesões, bem como na sua prevenção e reabilitação.

O projeto é desenvolvido nas dependências do Tupi Futebol Clube. Quatro discentes acompanham os fisioterapeutas do clube, sob a orientação de um professor, observando os processos de avaliação, orientação e tratamento dos atletas.

O objetivo é proporcionar aos discentes a vivência da atuação fisioterapêutica junto à equipe de futebol profissional. Junto aos atletas, os objetivos são possibilitar identificação, avaliação e tratamento das principais lesões musculoesqueléticas do futebol, bem como elaborar medidas preventivas. Pretende-se, também, que os alunos reconheçam a importância da atenção primária à saúde e do trabalho interdisciplinar.


Voltar ao topo

Assistência Odontológica aos Hospitalizados


Coordenação:

professor Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia).

 

Os pacientes internados no Hospital Therezinha de Jesus contam, a partir de setembro de 2010, com assistência odontológica, realizada por grupos de estudantes do curso de Odontologia da FCMS//JF. Trata-se de um projeto de extensão que objetiva promover a saúde bucal e a assistência odontológica a pacientes internados em UTI, pacientes passivos no setor de internações e aqueles impossibilitados temporariamente, bem como levar orientação aos familiares e cuidadores sobre higiene oral, inclusive para recém-nascidos.

 

 

O cuidado com a condição oral dos pacientes vai além da manutenção da saúde bucal. Estudos, pesquisas, avanços terapêuticos e tecnológicos, além da própria prática diária da Odontologia, têm mostrado a relação existente entre a condição oral e as doenças sistêmicas. A negligência com a saúde bucal do paciente hospitalizado pode contribuir para dificultar a melhora do seu quadro clínico, prolongando sua estada no hospital – o que piora o prognóstico e colabora para o aparecimento de infecções. Além da supervisão da professora, uma higienista bucal acompanha os estudantes e, se necessário, há ainda suporte da equipe de Enfermagem do Hospital.

 

No projeto, atuando em equipes multiprofissionais, os acadêmicos têm mais uma oportunidade de enfocar o relacionamento profissional/acadêmico/paciente, com ênfase na humanização do atendimento ao paciente hospitalizado, colocando em prática os conhecimentos adquiridos no curso (dentro dos limites de cada período), e aprendendo na prática o que é visto na sala de aula. Os acadêmicos se revezam em grupos de 12 por dia de atividade hospitalar, permanecendo duas duplas na UTI, três duplas no setor de leitos e uma dupla na Maternidade, de acordo com o cronograma abaixo:

  • 2ª feira: 12 acadêmicos 7º período;

  • 3ª feira: 6 acadêmicos do 3º período e 6 acadêmicos do 8º período;

  • 4ª feira: 12 acadêmicos do 4º período;

  • 5ª feira: 6 acadêmicos do 2º período e 6 acadêmicos do 5º período;

  • 6ª feira: 12 acadêmicos do 6º período.

Voltar ao topo

Atendimentos Fisioterápicos à Comunidade


Coordenação: fisioterapeutas Patrícia Cardoso e Bruna LaRocca Condé (Fisioterapia).

A Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema desenvolve diariamente atendimento à comunidade, sendo contratualizadas com a Prefeitura 2.100 sessões/mês, através do projeto 100%. Os atendimentos são encaminhados pelo PAM Marechal.


Voltar ao topo

Atendimentos Odontológicos à Comunidade


Coordenação:

professor Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia).

 

A Clínica Escola de Odontologia da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema desenvolve diariamente atendimento à comunidade, através de cadastro aberto, feito por ordem de atendimento e por tipo de tratamento. Preferencialmente, são atendidos os pacientes do bairro Dom Bosco, por ser fácil o acesso em caso de mudança de horário ou tratamento.

 

Voltar ao topo

Atlas de Histologia Dental


Coordenação: professoras Maria Christina Castañon e Maria Elizabeth Martins (Odontologia).

 

Estudantes de Odontologia da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema elaboraram um Atlas de Histologia Dental, com fotos dos tecidos e estruturas relacionados à Odontologia. A iniciativa surgiu a partir da disciplina Histologia Dental, ministrada pela professora Maria Christina Marques Nogueira Castañon, no terceiro período. Os estudantes tinham dificuldades de encontrar, nas lâminas ao microscópio, as estruturas dos tecidos indicados nas aulas. Veio então a ideia de localizar o melhor foco das estruturas em cada lâmina, e fotografá-las. Depois, foi realizado um resumo do livro “Histologia Bucal”, de A. R. Tencate, para acompanhar as fotos, explicando-as.

 

O resultado foi diagramado e pode ser acessado em formato pdf, no site www.suprema.edu.br (Graduação | Odontologia), estando disponível não só para a comunidade acadêmica da Suprema, mas para quaisquer estudantes ou profissionais interessados. O projeto foi realizado pelas acadêmicas Carolina Werneck Urgal, Jaqueline Aparecida Leite Faria, Liliam Rodrigues dos Reis, Luana Maria de Sá Bianchetti, Maria Moreira da Rocha, Thais Manhães Féres e Virginia Gruppi de Moura, sob a coordenação das professoras Maria Christina Castañon e Maria Elizabeth Martins.

 

Voltar ao topo

Avaliação Postural



Coordenação: professor e mestre Adeir Moreira Rocha Júnior (Fisioterapia).

Local: Praça João Pessoa/Rua Halfeld (Calçadão em frente ao Cine-Theatro Central), Centro, Juiz de Fora/MG.

Justificativa:
A escolha deste tema de trabalho se justifica pelo fato de grande parte da população sofrer de disfunção postural, apresentando dificuldade de realizar as atividades diárias e laborais. Isto afeta, de forma importante, a qualidade de vida.

Descrição:
Foram realizadas avaliações posturais com orientações ergonômicas no dia da Responsabilidade Social. Os estudantes de Fisioterapia realizaram uma rápida anamnese e avaliação postural em formulário próprio, e em seguida forneceram orientações ergonômicas individualizadas e padronizadas em folhetos de divulgação.

 

Voltar ao topo

 

Banco de Dentes Humanos

Coordenação: professores Alexandre Gonçalves e Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia).

 

A partir de setembro de 2010, a FCMS/JF – Suprema conta com um Banco de Dentes Humanos, destinado a pesquisas e estudos. O projeto, elaborado em conjunto pelos professores Alexandre Gonçalves (cirurgião-dentista, professor das disciplinas Anatomia Dental e Clínica Integrada Plena I, do curso de Odontologia), Dyle Campello (professora de Bioética, disciplina do 4º período de Odontologia), e Rodrigo Guerra de Oliveira (coordenador do curso de Odontologia) já foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FCMS e pelo Conselho Nacional de Saúde, estando de acordo com todos os trâmites legais para funcionamento.

 

Com o projeto legalizado, a Faculdade aguarda apenas a chegada dos equipamentos necessários à limpeza e à esterilização dos dentes, para a disponibilização final da estrutura física – que funcionará dentro do Laboratório Anatômico. O Banco recebe doações de qualquer tipo de dentes humanos, em qualquer estado de conservação. Para doar, basta encaminhar as peças ao Laboratório mediante um termo de doação; o anonimato do doador fica garantido.

Os dentes recebidos serão limpos, esterilizados e triados, servindo à finalidade de estudo, nas disciplinas Anatomia Dental, Dentística e Endodontia; e de pesquisa, por estudantes e profissionais, sejam da Faculdade ou não.

 

Mais informações no Laboratório Anatômico, com Felippe Barros: 2101-5042; ou com o professor Alexandre Gonçalves: 8424-6903 | alexgigoncalves@gmail.com.

 

Procedimentos para doação de dentes para o BANCO DE DENTES HUMANOS da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema:

  • ANEXO II Formulário para Doação de Dentes (disponível no site)

  • ANEXO VI Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (disponível no site)

Encaminhar as peças para doação e os documentos acima para:

 

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema


Laboratório Anatômico
A/C Felippe Barros
         Rodovia BR-040, km 796
         Bairro Salvaterra
         Juiz de Fora, MG
         CEP 36.045-410

 

Voltar ao topo

Brincando e Aprendendo: Uma Forma de Cuidar


Coordenação: Professora Margareth Alves Bastos e Castro (Enfermagem).

 

O projeto Brincando e Aprendendo: Uma Forma de Cuidar foi criado com o objetivo deimplantar um processo de educação permanente em saúde às crianças, adolescentes, familiares/cuidadores em tratamento oncológico assegurando um atendimento humanizado e oportunizando uma melhor qualidade de vida. O local de aplicação é a Fundação Ricardo Moysés Júnior.

 

Os princípios do projeto são: envolvimento de cliente, família e instituição com o projeto; fortalecimento da Instituição no apoio a crianças e adolescentes com câncer, bem como aos familiares/cuidadores; desenvolvimento do processo de humanização em saúde. Elaboram e executam as atividades as acadêmicas do 5º período do Curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora: Cristiane Aparecida de Resende Affonso, Cynthia Ricardo de Castro, Fabíola Vieira Pereira, Monique de Cássia Souza de Araújo e Renata Mechler Tourinho, sob a coordenação da professora especialista Margareth Alves Bastos e Castro.

 

Objetivos Específicos:

  • ampliar e diversificar as possibilidades de vivência lúdica para as crianças que estão em tratamento oncológico assistidas pela Instituição;

  • promover uma ressignificação do ambiente hospitalar e da hospitalização para crianças e adolescentes que estão em tratamento oncológico, bem como familiares/cuidadores;

  • realizar atividades educativas relacionadas à prevenção de agravos na saúde com crianças e adolescentes em tratamento oncológico e com familiares/cuidadores;

  • estimular a integração dos clientes assistidos pela Instituição;

  • auxiliar a Instituição na educação permanente em saúde das crianças adolescentes, familiares/cuidadores;

  • humanizar os cuidados dos pacientes com câncer, incluindo família, no processo de cuidado;

  • identificar junto aos responsáveis pela Instituição as fragilidades e potencialidades, para elaborar estratégias de intervenção;

  • sensibilizar estudantes de Enfermagem para uma prática ética, solidária e com entendimento mais humano acerca de infância e hospitalização;

  • produzir e divulgar conhecimento científico no âmbito do câncer infantil;

  • estimular e desenvolver a prática investigativa em Enfermagem relacionada à assistência ao cliente oncológico infantil.

Atividades Propostas:

  • realizar atividades educativas através de vídeos, dinâmicas e palestras expositivas;

  • desenvolver atividades lúdicas (fantoches, teatro, dinâmicas) relacionada aos temas que visem à melhor qualidade de vida do cliente em tratamento oncológico.

Consolidação:

  • reuniões mensais às primeiras sextas-feiras do mês, das 13h30 às 15h30, com estudantes, orientadora e equipe de trabalho do Instituto. São destinadas ao planejamento e avaliação do trabalho;

  • reuniões semanais toda quarta-feira, das 16h às 18h, entre estudantes e orientadora, destinadas ao planejamento, à organização das atividades, à elaboração de artigos científicos e à discussão de assuntos relacionados à assistência integral ao paciente oncológico infantil e adolescente.

A Fundação Ricardo Moysés Júnior (FRMJ) foi fundada em 31de outubro de 1994. É uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos, que visa a prestar assistência às crianças e adolescentes portadores de câncer. Sua missão é assistir crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, portadoras de câncer, com idade de 0 a 21 anos, possibilitando o acesso a um tratamento digno, a medicamentos, cateter, exames, próteses e outros equipamentos médicos para que tenham mais chance de alcançar a cura. Atende a crianças e adolescentes carentes portadores de câncer, residentes não apenas em Juiz de Fora, mas também em outras 120 cidades, inclusive algumas no estado do Rio de Janeiro. Por sua seriedade, planejamento, organização e resultados, hoje a FRMJ é uma referência nacional na luta contra o câncer infantil em todo Brasil.

 

Voltar ao topo

Calourada Solidária

Coordenação: setores Núcleo de Apoio ao Discente e ao Docente – Nadd e Comunicação & Marketing da FCMS/JF – Suprema.

 

A FCMS/JF – Suprema promove todo semestre, para recepcionar os estudantes, a Calourada Solidária, que tem como objetivo permitir a integração entre calouros e veteranos de forma harmoniosa e cidadã, e também de mostrar a proposta da Faculdade: formar profissionais humanizados e comprometidos com a comunidade e com a promoção da saúde.

 

Geralmente, são realizadas duas sessões de visitas ao Hemominas, uma no primeiro semestre, outra no segundo. Os novos estudantes podem conhecer a dinâmica de funcionamento do Hemocentro, além de assistirem a uma palestra sobre a doação de sangue e medula óssea. Aqueles que desejarem e puderem, fazem doação de sangue e inscrição para doação de medula óssea.

 

 

Voltar ao topo

Campanhas de Vacinação

Coordenação:

professora e doutora Mariângela Figueiredo (Enfermagem).

 

Os estudantes de Enfermagem, junto ao corpo docente do curso, participam todo semestre das Campanhas de Vacinação. São momentos em que estudantes, professores e colaboradores da Faculdade têm a chance de pôr em dia seu calendário de vacinas, além de ter acesso a imunizações especiais, quando for o caso.

 

Voltar ao topo

Campanha do Agasalho


Coordenação: professora Luciana Cardoso (Fisioterapia/Programa Integrador).

 

Agasalhos, sapatos e cobertores são periodicamente arrecadados por estudantes do Programa Integrador para as comunidades onde atuam. É a Campanha do Agasalho, uma iniciativa para aquecer o inverno de quem recebe a doação e o coração de quem doa.

A campanha de 2010 foi realizada em prol da comunidade do bairro São Benedito, no mês de junho.

 

Voltar ao topo

Campanha de Doação de Medula Óssea



Coordenação:
coordenadores dos cursos de graduação.
 
Os acadêmicos de todos os cursos também são multiplicadores das campanhas do Hemominas (Hemocentro Regional), integrando a campanha de doação de medula óssea, com atividades de esclarecimento da população, no Calçadão da Halfeld.

 

Voltar ao topo

Câncer de Próstata


Coordenação: professor Newton Ferreira de Oliveira (Medicina).

 

A Campanha de Prevenção do Câncer de Próstata é uma realização conjunta da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde JF – Suprema e do HMTJ. Acadêmicos do 8º período de Medicina, divididos em grupos de aproximadamente dez estudantes, acompanham os professores nas palestras e atividades educativas realizadas nas Unidades Básicas de Saúde – UBS, em cinco bairros da cidade. Em seguida, são feitos exames preventivos nos homens presentes, numa média de 150 a 200 pacientes por Unidade. O Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus cede material para os exames.

 

A coordenação técnica da campanha é da equipe FCMS/HMTJ: Dr. Newton Ferreira de Oliveira, Dr. Antônio José, Dr. Antônio Carlos Tonelli e enfermeiro Juliano Fonseca Aguiar.

 

Voltar ao topo

Cinto de Segurança no Banco de Trás



Coordenação: professora e mestre Maria das Graças Fonseca (Enfermagem).

Local: Praça João Pessoa/Rua Halfeld (Calçadão em frente ao Cine-Theatro Central), Centro, Juiz de Fora/MG

Descrição:
Campanha educativa para o uso do cinto de segurança no banco de trás, com abordagem direta da população pelos acadêmicos.

 

Voltar ao topo

 

Curso de Formação de Cuidadores de Idosos


Coordenação: professora Maria das Graças Fonseca (Enfermagem).

 

A graduação de Enfermagem realizou, no segundo semestre de 2010, um curso de extensão aberto à comunidade de Vila Ideal: é o Curso de Formação de Cuidadores de Idosos, que teve início em 24 de agosto e término em 30 de novembro, às terças-feiras, das 18h às 21h, na Escola Municipal Prefeito Dilermando Cruz Filho (Rua Dr. Altivo Halfeld, 44, Vila Ideal). A formatura ocorreu no dia 30 de novembro, às 19h.

O curso foi uma solicitação da Escola Municipal Dilermando Cruz, e esta primeira turma foi composta por 28 pessoas. Professores e estudantes da Enfermagem ministraram as aulas – que, para os acadêmicos, têm validade como atividade complementar ou estágio curricular, dependendo do período, 6º ou 7º.

 

Justificativa:
O curso de Cuidadores de Idosos teve uma primeira edição como um projeto piloto, para atender às demandas da comunidade de Juiz de Fora na preparação de pessoas da comunidade para ações básicas de cuidado. Além disso, foi um atendimento à solicitação da Escola Municipal Prefeito Dilermando Cruz Filho, vinculada à UAP Olavo Costa. Assim a FCMS/JF, através do curso de Enfermagem, executa uma ação de responsabilidade social.

 

Objetivo Geral:
Capacitar pessoas da comunidade para cuidar de idosos, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos idosos e a melhoria de emprego e renda dos interessados, além de possibilitar aos estudantes o exercício da educação em saúde.

 

Objetivos Específicos:

  • orientar cuidadores na atenção à saúde das pessoas idosas que necessitam de cuidados;

  • esclarecer os pontos mais comuns do cuidado no domicilio;

  • estimular o envolvimento da família, da equipe de saúde e da comunidade nos cuidados;

  • promover melhor qualidade de vida do cuidador e da pessoa cuidada.

Ementa:
O Cuidador de Idosos; Os direitos trabalhistas do Cuidador de Idosos; Os deveres e responsabilidades do Cuidador de Idosos; Os grandes problemas na saúde dos idosos; Comunicando-se melhor com o idoso e com a família; Rotinas no trabalho com o idoso dependente; Cuidado do cuidador.

 

Carga Horária: 40h.

 

Coordenadora: professora mestre Maria das Graças Fonseca.

 

Professoras: Drª Mariângela Aparecida Gonçalves Figueiredo, especialista Ana Beatriz Quirino, acadêmica Cristina Otaviano Pinto (6º período de Enfermagem).

 

Público-Alvo: Homens e mulheres da comunidade de Vila Ideal com idade superior a 18 anos, com escolaridade mínima de 4ª série (5º ano) do Ensino Fundamental, regularmente inscritos no curso.

 

Voltar ao topo

Cursos para Gestantes


Coordenação: Adriana Lamas, Daniela Cunha e Fabiana Moura.

O HMTJ realiza o Curso para gestantes através de equipe de médicos obstetras e pediatras, enfermeiros e acadêmicos de Enfermagem e de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde/JF – Suprema e parcerias com representantes de laboratórios e comércios de Juiz de Fora.

O Curso, integrado ao Projeto Amar no Peito, tem por objetivo despertar nas mães o gosto pela amamentação. São disponibilizadas mais de 100 vagas por quadrimestre.

O Curso para Gestantes é gratuito, e as futuras mamães recebem certificado. As palestras são bastante objetivas, com vistas à preparação das futuras mamães para a chegada do bebê: abrangem dúvidas na gestação, cuidados após o nascimento, importância dos exames pré-natais (inclusive odontológicos), importância do aleitamento materno, orientações sobre as vantagens do parto vaginal em relação ao parto cesáreo, entre outros assuntos de interesse das gestantes.

 

Voltar ao topo

Empresa Júnior Implantar – Odontologia


Coordenação: professor Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia). | Acadêmicos Patrícia de Carvalho Santos (Diretora Presidente), Jeneffer Rodrigues Batalha (Diretoria Financeira), Polyana Vitoi Barbosa Gouvêa (Diretoria de Recursos Humanos) e Victor Furlani Ribeiro Oliveira (Diretoria de Marketing) – estudantes de Odontologia da FCMS/JF – Suprema.

 

A Implantar é a nova Empresa Júnior da FCMS/JF – Suprema, cujo projeto foi apresentado e aprovado no dia 26 de outubro de 2010. É a primeira empresa júnior de Odontologia de uma instituição particular de ensino superior do Brasil, e a quarta empresa da área no país. Possui sede na sala 204 bloco B, e funcionará todas as quintas e sextas-feiras, no horário das 14h às 17h30.

 

Trata-se de uma associação civil, sem fins lucrativos, com fins educacionais, que tem por objetivo proporcionar a inserção dos profissionais odontólogos graduados na FCMS no mercado de trabalho, e criar projetos empreendedores que sejam capazes de despertar nos alunos as capacidades de gestão, liderança e proatividade.

 

A ideia surgiu da vontade de desenvolver algo que fosse inovador e que, ao mesmo tempo, gerasse resultados capazes de oferecer ao curso e aos demais discentes uma oportunidade de crescimento profissional e ampliação dos conhecimentos.

 

A Diretoria Executiva da gestão 2010/2012 é formada por estudantes do 5º período do curso de Odontologia: Patrícia de Carvalho Santos (Diretora Presidente), Jeneffer Rodrigues Batalha (Diretoria Financeira), Polyana Vitoi Barbosa Gouvêa (Diretoria de Recursos Humanos) e Victor Furlani Ribeiro Oliveira (Diretoria de Marketing).

 

O projeto começou a ser desenvolvido no início do ano. Em agosto, o professor Edison Stecca e o contador do HMTJ Luiz Carlos Alves aderiram à proposta, dando norte ao trabalho.

 

Está prevista para fevereiro do próximo ano a realização do processo seletivo para os cargos de assessoria, e, para março de 2011, a implementação do Pipo – Programa de Incentivo ao Profissional Odontólogo, que visa a oferecer oportunidade de primeiro emprego ao profissional graduado na Faculdade e a atender diversos setores da sociedade em horários alternativos, prestando serviços de excelência e qualidade a preços mais acessíveis.

 

Voltar ao topo

Empresa Júnior Superar – Fisioterapia


Coordenação: professores Patrícia Cardoso Clemente e Adeir Moreira Rocha Júnior (Fisioterapia). | Acadêmicos Thiago de Souza Oliveira (Diretor-Presidente), Bárbara Colucci (Diretora de Marketing), Paola Ciampi (Diretora de Projetos), Érika Costa (Diretora Financeira), Dalila Valente (Diretora de Qualidade) e Raffaela Caruso (Diretora de RH) – estudantes de Fisioterapia da FCMS/JF – Suprema.

 

A Superar – Empresa Júnior de Fisioterapia da Suprema teve início oficial no segundo semestre de 2009, sendo que sua concepção começou um ano antes. Os principais objetivos são despertar o empreendedorismo nos alunos, e inserir o profissional formado na Suprema no mercado de trabalho, sem competitividade. A ideia é criar projetos inovadores, diferenciados, atuando em locais em que a Suprema não oferece estágio obrigatório e que ainda não têm acesso a esse serviço: colégios, cursinhos, academias, fábricas, etc., extrapolando a clínica e o hospital.

 

Os projetos desenvolvidos são gerenciados por profissionais recém-formados na Suprema, que formam uma equipe de voluntários – acadêmicos – para colaborar na execução. Esses projetos permitem ao aluno a aplicação do conteúdo teórico-prático. Futuramente, a clínica-escola da Suprema será usada para atendimento, qualificando mais o profissional, que passa a ter um espaço para trabalho, sem custos.

 

Os seis assessores sucederão, futuramente, os atuais diretores, a saber: diretor-presidente Thiago de Souza Oliveira; diretora de marketing Bárbara Colucci; diretora de projetos Paola Ciampi; diretora financeira Érika Costa; diretora de qualidade Dalila Valente; diretora de RH Raffaela Caruso.

 

Voltar ao topo

Enfermagem em Cuidados Paliativos: Interface com o Cuidador


Coordenação: professora Rita de Cássia Almeida Costa (Enfermagem).

 

Justificativa:
Justifica-se o trabalho pela vivência das autoras em relação aos cuidados com pacientes portadores de doenças crônico-degenerativas, principalmente câncer em estágio avançado, fora de possibilidade de cura; como também a necessidade de os familiares aprenderem a lidar e cuidar destes pacientes neste processo de morte/morrer. O projeto originou-se por iniciativa do grupo executor (Rita de Cássia Almeida Costa, Margarida Maria Donato Santos, Regina Lúcia Muniz de Almeida e Rejane Guingo) e por demanda da comunidade, para a produção de artigos e publicações científicas.

 

Objetivos:

  • preparar o cuidador/familiar para lidar com o paciente em processo de finitude;

  • promover a interação estudante/professor/paciente/cuidador na prática em Cuidados Paliativos.

Público-Alvo:
Cuidador/familiar de pacientes com câncer em estágio avançado, sem possibilidade de cura.

 

Atividades Desenvolvidas:


Fase Educativa: serão oferecidas palestras abordando os seguintes assuntos:

  • O que são Cuidados Paliativos? O Processo de morte e morrer do ser humano.

  • Qualidade de vida nos períodos que antecedem a morte: identificar sinais e sintomas nos momentos finais.

Voltar ao topo

Escovando, Higienizando e Promovendo a Saúde



Coordenação: professora Beatriz Farah (Programa Integrador).

A partir de atividades educativas realizadas no Programa Integrador 5 no bairro Furtado de Menezes, acadêmicos de Enfermagem estenderam as ações para o CAIC de Santa Cruz. As alunas coordenadoras do projeto foram Ana Paula Rizzo e Vanessa Quirino, orientadas pela professora Beatriz Farah.

O projeto atendeu, em sua implantação, 308 crianças, com orientações e trabalhos lúdicos abordando temas de prevenção e promoção da saúde. Foram distribuídos escovas e creme dental para todos os participantes.

Voltar ao topo

Ginástica Laboral para Colaboradores FCMS/JF

Coordenação: professora Karine de Souza Lopes (Fisioterapia).

Estudantes de Fisioterapia, supervisionados pelos professores, desenvolvem o Programa de Ginástica Laboral. Diariamente, quinze minutos do turno dos funcionários é dedicado a exercícios de alongamento e relaxamento, exercícios respiratórios, exercícios resistidos, reeducação postural e dinâmicas de grupo.

 

Os objetivos são: promover a saúde e a consciência corporal, melhorando sua qualidade de vida; prevenir a fadiga muscular e as DORT`s; diminuir absenteísmo, procura ambulatorial e acidentes de trabalho; melhorar relacionamento interpessoal; aumentar disposição para trabalho e produtividade.

Todos os colaboradores podem participar, sem necessidade de mudar a roupa de trabalho. As atividades ocorrem no pátio da Faculdade, ou no Laboratório de Fisioterapia.

 

Voltar ao topo

Ginástica Laboral para Colaboradores HMTJ

Coordenação: Bruna LaRocca Condé (Fisioterapeuta RT do HMTJ).

O projeto de Ginástica Laboral é executado por estudantes do 8º período de Fisioterapia – Estágio em Saúde Laboral, supervisionado pela fisioterapeuta RT do HMTJ, Bruna LaRocca Condé. É aberto a colaboradores de todos os setores do Hospital, e funciona às terças e quintas, às 8h15, no Refeitório. O objetivo é a prevenção de doenças ocupacionais.

 

Foram feitas avaliações dos riscos de cada setor, verificando as adaptações que podem ser realizadas para se minimizar as possibilidades de ocorrências. As principais doenças ocupacionais registradas no HMTJ são tendinites por esforço repetitivo e lesões relacionadas aos diversos postos de trabalho.

 

Os estagiários ensinam os exercícios e orientam os funcionários a repeti-los ao longo do dia. O ideal é que a ginástica seja feita antes do início das funções, durante e depois, durante 10 ou 15 minutos, todos os dias.

 

Voltar ao topo

Horto Piatã de Plantas Medicinais


Coordenação: Profas Leopoldina Fagundes e Glauciemar Del-Vechio (Farmácia).

A FCMS está construindo o Horto Piatã de Plantas Medicinais. Trata-se de um projeto elaborado por acadê-micas de Farmacobotânica e Farmacognosia. Dispõe de centro avançado de estudos, produzindo material didático para as aulas e permitindo que os estudantes aprendam in loco; bem como viveiro para plantio, produção e estocagem de mudas de espécies medicinais. Todas as plantas são destinadas a pesquisas fitoterápicas e estudos multidisciplinares. O objetivo é conhecer não só o potencial morfoanatômico das plantas, mas, sobre-tudo, seus potenciais químicos e farmacológicos.

O HMTJ está em fase de implantação do projeto Hospital Amigo da Criança. Para garantir tal credenciamento, terá que passar por auditorias nas três instâncias – Municipal, Estadual e Federal, comprovando ações que valorizem a saúde da criança, desde a gestação. Principais ações desenvolvidas: Cursos para Gestantes; treinamento dos profissionais de assistência direta em aleitamento materno; treinamento e conscientização dos graduandos de Medicina e do Internato; folhetos explicativos sobre amamentação e nutrição materna e da criança; Aplicação Questionário de Auto-Avaliação dos Hospitais; ambientação do Hospital com os 10 Passos do Aleitamento Materno; criação de: Núcleo de Atenção e Incentivo ao Aleitamento Materno, Pronto-Socorro da Mama, Ambulatório de Mastite, grupos de apoio ao aleitamento materno, Cantinho do Aleitamento, ambulatórios especializados em ginecologia-obstetrícia; além de outras planejadas para implantação.

Voltar ao topo



Hospital Amigo da Criança

O Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus está em fase de implantação do projeto Hospital Amigo da Criança. Para garantir tal credenciamento, o Hospital terá que passar por auditorias nas três instâncias – Municipal, Estadual e Federal.

 

Diversas ações foram iniciadas para difundir a proposta. São elas:

  • realizar Cursos Periódicos de Gestantes, com o intuito de conscientizar as futuras mães da importância do aleitamento materno;

  • iniciar o treinamento dos profissionais de assistência direta em aleitamento materno – todo o curso é baseado na grade curricular da Escola de Saúde Pública de Minas Gerais – ESPMG;

  • conscientizar os graduandos do curso de Medicina e do Internato, através de aulas teóricas (inclusive, o treinamento em amamentação consta da grade curricular dos alunos do internato);

  • criar o Núcleo de Atenção e Incentivo ao Aleitamento Materno, em que são destacados os cuidados nas questões fundamentais do aleitamento materno e os cuidados com a alimentação da nova mamãe;

  • criar o Pronto-Socorro da Mama, que tem seu funcionamento direcionado para qualquer gestante e puérpera, mesmo que não tenha tido parto no Hospital. Possui atendimento 24 horas;

  • criar o Ambulatório de Mastite;

  • aplicar o Primeiro Questionário de Auto-Avaliação dos Hospitais, criado pelo Ministério da Saúde e pela UNICEF. Após análise, foi constatado um alto nível de conhecimento sobre aleitamento materno por parte dos colaboradores, sendo necessários alguns ajustes e novos treinamentos;

  • ambientar o Hospital com os 10 Passos do Aleitamento Materno (CPN e enfermarias obstétricas);

  • manter grupos de apoio ao aleitamento materno, com ações diárias dentro dos ambulatórios, das enfermarias e de outras dependências do Hospital;

  • criar folhetos explicativos sobre amamentação e nutrição materna e da criança, que são sistematicamente distribuídos a todas as gestantes que passam pelo Hospital;

  • criar e adequar o Cantinho do Aleitamento, que funciona com um posto avançado de coleta de leite humano do banco de leite da Associação Municipal de Apoio Comunitário de Juiz de Fora – AMAC;

  • manter ambulatórios especializados no Hospital, que atendem 100% SUS na área de ginecologia:

    • pré-natal de baixo risco;

    • pré-natal de alto risco;

    • pré-natal de adolescentes;

    • infertilidade;

    • ginecologia geral;

    • pré e pós-operatório;

    • mastologia;

    • climatério;

    • patologia do Colo uterino e Colposcopia;

    • ginecologia infanto-puberal;

    • uroginecologia;

    • mastite;

    • planejamento familiar;

    • pediatria pré-natal.

Ações pretendidas:

  • realizar workshops para treinamentos continuados dos profissionais médicos: ginecologistas obstetras, pediatras, anestesiologistas;

  • dar continuidade aos treinamentos da assistência direta sobre aleitamento, visando atingir à excelência ;

  • ampliar a conscientização para os demais cursos de graduação da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema;

  • dar continuidade à busca pelo título de Maternidade Segura;

  • buscar qualificação e excelência em humanização;

  • buscar a concessão e o reconhecimento, pela Secretaria Estadual de Saúde do Estado de Minas Gerais e pela Secretaria Municipal de Saúde e Desenvolvimento Ambiental de Juiz de Fora, da referencia em obstetrícia de alto risco, visto que o HMTJ já realiza tais atendimentos.

Voltar ao topo

Incentivo à Prática Desportiva

Coordenação: professor Dirceu Ribeiro.

A Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – possui uma política interna de incentivo à prática esportiva, desde 2006. Associar os exercícios físicos à área acadêmica é favorecer a melhoria da qualidade de vida dos estudantes, funcionários, professores e diretores da Suprema. O esporte, além de propiciar momentos de descontração, lazer e integração, também é fator importante para a saúde física e mental. As práticas são abertas a todos os integrantes da FCMS/JF e do HMTJ.

Nossa Política de Esportes não está focada na performance ou na obtenção de títulos, mas na satisfação de nosso público. Nossas ações são baseadas em atividades externas e internas, priorizando a interação da família Suprema, oportunizando o contato com outras instituições de ensino de Juiz de Fora e região.

Entre as propostas da Instituição, destacamos a participação no tradicional Campeonato de Futebol Soçaite da FCMS/JF, a Copa da Saúde de Futebol de Juiz de Fora, os Jogos Universitários e a Copa Bahamas de Futsal.

Priorizamos, ainda, a prática de diversas modalidades esportivas, com a realização de atividades periódicas na AABB (Associação Atlética Banco do Brasil), clube com o qual mantemos parceria. Esta possibilita a vivência e as práticas esportivas em horários especiais para os estudantes, funcionários e colaboradores.

Todas as atividades de fomento ao esporte se justificam por si só, sendo os resultados extremamente favoráveis, devendo-se ressaltar o recebimento em 2008, 2009 e 2010, do Mérito Esportivo Panathon Club, na categoria de Incentivo ao Esporte, além de outras conquistam não menos importantes.

Novidade de 2010 foi o sucesso do Blog de Esportes, que possibilitou maior interação dos estudantes, professores, funcionários e colaboradores com as questões de esporte que envolvem a Instituição. Todos puderam se informar dos eventos esportivos, das atividades, além de acessar os vídeos, fotos e comentários postados.


 

 

Voltar ao topo

Incentivo ao Aleitamento Materno

O Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde JF – Suprema, está em processo de implantação do projeto Hospital Amigo da Criança.

A iniciativa tem por objetivo difundir, em hospitais e maternidades, os valores e conceitos da promoção, da proteção e do apoio ao aleitamento materno. Originalmente, o projeto foi desenvolvido em uma reunião dos representantes de diversos países, na Itália, na década de 90, visando diminuir a alta mortalidade infantil.

A nova perspectiva prevê uma orientação da equipe de profissionais que atua no HMTJ para que modifiquem condutas e rotinas responsáveis pelo desmame precoce. Ao final do processo de adaptação, serão cumpridos os "dez passos para o sucesso do aleitamento":

  1. ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde;t

  2. treinar toda a equipe de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar esta norma;

  3. informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento;

  4. ajudar as mães a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto;

  5. mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos;

  6. não dar a recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que seja indicado pelo médico;

  7. praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia;

  8. encorajar o aleitamento sob livre demanda;

  9. não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao seio;

  10. encorajar a formação de grupos de apoio à amamentação, para onde as mães devem ser encaminhadas, logo após a alta do hospital ou ambulatório.

 

 

Voltar ao topo

Multirão Suprema: Prevenção e Controle da Hipertensão Arterial e da Diabetes

Coordenação: professoras Mariângela Aparecida Gonçalves Figueiredo e Rejane Guingo (Enfermagem).

 

Justificativa:
O número crescente de portadores de Hipertensão Arterial e Diabetes Melitus na população juizforana demanda maior circulação de informações em saúde, no sentido de prevenir as doenças e promover qualidade de vida. A ação é uma iniciativa da equipe executora, composta pela professora doutora Mariângela Aparecida Gonçalves Figueiredo e pela professora Rejane Guingo.

 

Objetivos:

  • identificar o perfil e o nível de conhecimento dos portadores de Hipertensão Arterial e Diabetes Melitus nas Unidades de Saúde;

  • implementar processos educativos para prevenção e controle de HA e DM;

  • analisar o impacto das ações educativas desenvolvidas.

Público-Alvo: usuários das Unidades Básicas de Saúde.

 

Locais de Execução: Mutirões da Saúde e Unidades Básicas de Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Juiz de Fora.

 

Atividades Desenvolvidas:

  • levantamento do perfil dos portadores de HA e DM;

  • identificação do nível de conhecimento dos usuários;

  • mensuração de dados antropométricos;

  • aferição de pressão arterial e verificação de glicemia capilar;

  • orientação quanto à utilização de anti-hipertensivos e hipoglicemiantes;

  • orientação quanto à utilização de aparelho de PA e glicosímetro;

  • orientações e ensino prático para a aplicação de hipoglicemiante injetável;

  • educação em saúde para os usuários portadores de HA e DM.

Estudantes Envolvidos: Acadêmicos de Enfermagem das disciplinas Semiologia e Semiotécnica I e II e Saúde do Adulto.

 

Produção de Conhecimento:

  • artigos científicos,

  • TCC (trabalhos de conclusão de curso);

  • cartilha e folder educativo;

  • textos educativos para dramatização.

Voltar ao topo

Não Pratique a Automedicação



Coordenação: professora e mestre Soraida Sozzi Miguel (Farmácia).

Local: Praça João Pessoa/Rua Halfeld (Calçadão em frente ao Cine-Theatro Central), Centro, Juiz de Fora/MG

Justificativa:
Todos os medicamentos, sejam eles Alopáticos, Produtos Naturais e Caseiros, Homeopáticos, Fitoterápicos e Florais, possuem em sua composição substâncias químicas que podem causar sérios danos à saúde. Ao tomar medicamentos de modo errado, o paciente poderá acarretar graves conseqüências para a saúde.

Descrição:
Informação da população, com abordagem direta.

Voltar ao topo

 

Pré-Natal Odontológico

Coordenação: professor Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia).

 

A Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema e o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus oferecem às gestantes o serviço de Pré-Natal Odontológico. O objetivo é manter a saúde bucal das futuras mães, orientá-las quanto à higiene bucal dos filhos e contribuir na formação de dentes saudáveis nos bebês. Trata-se de um projeto de extensão do curso de Odontologia da FCMS, e podem participar do programa acadêmicos, pós-graduandos, docentes e todos os profissionais de saúde envolvidos no atendimento às gestantes do Núcleo Pré-Natal da Maternidade Therezinha de Jesus.

 

A gravidez é uma fase ideal para o estabelecimento de bons hábitos, pois a gestante mostra-se psicologicamente receptiva em adquirir novos conhecimentos e a mudar padrões que provavelmente terão influências no desenvolvimento da saúde do bebê.

 

Os cuidados com a higiene oral do bebê são os mesmos de qualquer outro indivíduo: limpeza diária dos dentes com uso adequado de escova e fio/fita dental. Vale lembrar que a qualidade dessa higienização é sempre mais importante que a quantidade. Quanto às mães, durante a gravidez algumas particularidades devem ser reconhecidas devido a modificações físicas, metabólicas e emocionais. Condições desfavoráveis durante a gestação, tais como uso de medicamentos, infecções e carências nutricionais, podem trazer problemas nos dentes em fase de formação e mineralização.

 

A cárie passa de mãe para filho, não só pela contaminação primária, mas principalmente pela transmissão de hábitos inadequados. Dessa forma, deve-se fazer um aconselhamento da dieta, tanto em termos nutricionais quanto em relação à freqüência de consumo de produtos açucarados. As orientações devem incluir uso racional de flúor e cuidados com a saúde bucal do bebê.

 

Diferentemente do que se acredita, o atendimento odontológico pode ser realizado em qualquer período gestacional, embora o segundo trimestre (entre o quarto e sexto mês) seja o momento mais oportuno. Nesta fase, mãe e bebê encontram-se num período de maior estabilidade. Porém, já no início da gravidez, deve-se procurar o profissional para uma orientação preventiva. Se houver necessidade de tratamento, este deve ser realizado, pois infecções e cáries não tratadas podem prejudicar a saúde da gestante e do bebê.

 

O programa visa à atenção à saúde materno-infantil, sob o enfoque educativo. A gestante que realiza o seu pré-natal no HMTJ é acompanhada, bem como os bebês durante sua primeira infância, que buscam atendimento pediátrico no ambulatório do HMTJ. Propõe-se ainda a promover a troca de experiências e saberes entre as gestantes, acompanhar o desenvolvimento na primeira infância, integrar as disciplinas dos cursos de graduação envolvidos, promover o exercício da prática interdisciplinar e desenvolver pesquisas na área materno-infantil.

 

Em relação aos discentes que atuarão no projeto, os objetivos são vincular as atividades desenvolvidas às disciplinas ofertadas na graduação/pós-graduação, estabelecer articulação entre teoria e prática, fomentar a participação no desenvolvimento de pesquisas, compreender e exercitar a prática multi e interdisciplinar, além de abrir novos campos de inserção profissional.

 

Quanto à participação docente, objetiva-se estruturar linhas de pesquisa na área da saúde, aprofundar a capacitação e a formação a partir do direcionamento de suas atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão, incentivar a participação dos acadêmicos em projetos de extensão e pesquisa, promover a abertura de campo de estágio curricular obrigatório e não-obrigatório e fomentar o exercício da atuação multi e interdisciplinar durante os cursos.

 

Voltar ao topo

Prevenção de DST e Aids



Coordenação: professor Raimundo Nonato Bechara (Medicina).

Local: Praça João Pessoa/Rua Halfeld (Calçadão em frente ao Cine-Theatro Central), Centro, Juiz de Fora/MG.

Descrição:
Abordagem da população pelos graduandos de Medicina, com uma campanha contra a Aids e as DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

 

Voltar ao topo

 

Sala de Espera Informativa

Coordenação: professora Vanderleia Soeli Zampier (Enfermagem).

 

Os acadêmicos do 4º período de Enfermagem, através da disciplina Saúde da Mulher, promovem a Sala de Espera Informativa no Ambulatório de Ginecologia do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus.

 

Justificativa:
A Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde – Suprema trabalha em seus acadêmicos a proatividade, com uma atuação profissional que vá além do tratamento de doenças. Hoje, a visão dos cursos da área de Saúde é priorizar a promoção da saúde e a prevenção das doenças. A Enfermagem é uma das profissões que tratam diretamente desses aspectos, com a realização de campanhas, palestras e ações educativas. Ao levar informações e conscientização às populações atendidas, trabalha-se pela melhoria da qualidade de vida nas comunidades.

 

Objetivo:
O objetivo é tirar as dúvidas das clientes atendidas, e informá-las acerca da importância da realização periódica do exame de colo de útero e do autoexame de mama, bem como formas de prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis – DSTs. A detecção precoce é fundamental para a prevenção, visto que, no Brasil, verificamos altos índices de incidência e de mortalidade por câncer de mama e de colo de útero. A ação é supervisionada pelos professores Vanderleia Soeli Zampier e Edson Magacho, responsáveis pela disciplina.

 

Atividades Desenvolvidas: São realizadas palestras participativas, oficinas e encenações, de modo a garantir a interatividade com a plateia.

 

Voltar ao topo

Semeando Educação em Saúde

Coordenação: professora Margarida Maria Donato dos Santos (Enfermagem).

 

Semeando Educação em Saúde de Forma Suprema é um projeto desenvolvido sob a coordenação da Professora Margarida Maria Donato dos Santos, no Grupo Semente – bairro Dom Bosco, com projeto-piloto no segundo semestre de 2009. Trata-se do desenvolvimento de atividades educativas para crianças e adolescentes, abordando os cuidados com o corpo e o desenvolvimento dos caracteres sexuais e a sexualidade na adolescência. Na equipe de execução do piloto, estiveram envolvidas os acadêmicos Emiliana Côrtes Barbosa, Flávio Ferreira Júnior e Laura Maria Ferreira, do curso de Enfermagem.

 

Objetivos:
O projeto tem como objetivos sensibilizar as crianças e os adolescentes para desenvolverem ações que visem o cuidado consigo mesmo e com o outro, e desenvolver multiplicadores destas informações nos ambientes domiciliares, escolares e sociais onde convivem, buscando a melhoria de sua qualidade de vida.

 

Atividades Desenvolvidas:
No segundo semestre de 2009, foi reiniciado o projeto educativo com os acadêmicos selecionados de acordo com o edital que normatiza os projetos de extensão.

 

Os encontros ocorreram nas dependências da Casa Espírita Grupo Semente, situada no bairro Dom Bosco (Rua Belo Vale), às terças-feiras, das 14h às 16h, com atividades visavam a educação em saúde das crianças de seis a quatorze anos.


Para favorecer o processo de ensino-aprendizagem e despertar o interesse das crianças pela implementação do projeto, os acadêmicos informaram-lhes que inicialmente seria estudado o corpo humano, suas divisões e o cuidado com cada parte, o que foi feito utilizando revistas para os recortes e colagem e montagem de um corpo masculino e outro feminino pelas crianças, com as imagens escolhidas nas revistas, sob a orientação dos acadêmicos de Enfermagem.

 

Os graduandos apresentaram slides com o tema Cuidados com o Corpo, discutindo o assunto e solucionando as dúvidas apresentadas (com a sugestão de montagem de uma caixa de perguntas, onde seriam depositadas as questões levantadas pelos menores).

 

Foram utilizadas dinâmicas para explicar os temas escolhidos, como a Dinâmica Meu Presente – Meu Futuro, culminando com a apresentação oral de cada aluno, reflexão, e avaliação final.

 

A exposição de filme também foi um recurso utilizado durante o desenvolvimento do projeto, com a apresentação de filme interativo sobre sexualidade feminina e masculina, intitulado Qual a diferença entre meninos e meninas?, abordando os assuntos “os meninos”, “as meninas”, “as sementes”, “os cromossomos”, “a puberdade das meninas”, “a puberdade dos meninos”, “instinto sexual”. Foram abordados os temas relacionados ao filme, com exposição de slides com tópicos explicativos:

  • Conhecendo nosso corpo – fase de transição de criança para a adolescência falando sobre as diferenças;

  • Mas, por que todas essas mudanças acontecem? – abordagem dos hormônios e como eles interagem no corpo;

  • Conhecendo as principais mudanças nas meninas – abordagem das principais mudanças nas meninas, com exibição de imagens de parto normal;

  • Conhecendo as principais mudanças NOS MENINOS – continuação da abordagem das principais mudanças;

  • Vamos conhecer um pouco mais sobre o nosso corpo – abordagem do sistema reprodutor feminino, ciclo menstrual, como acontece, idade, higiene corporal e demonstração de absorventes higiênicos.

Conclusão:
O trabalho desenvolvido com as crianças foi muito enriquecedor não só para o Grupo Espírita Semente e os usuários, mas para a docente e os discentes, que participaram de forma ativa no processo educativo desses crianças, pré- adolescentes e adolescentes, dando-lhes orientações sobre  higiene corporal, conhecimento do corpo, cuidados com a saúde física, adolescência, desenvolvimento da puberdade  e  sua participação social em todo este contexto.

 

Compreendendo que a Enfermagem pode propiciar a interface entre o conhecimento e a utilização do mesmo na comunidade e esperando que esta ação educativa tenha continuidade e gere cada vez mais agentes transformadores, pretendemos retomar as atividades nos próximos, período com a participação de todos os envolvidos e outros acadêmicos que se interessem pelo projeto.

 

Voltar ao topo

Sorriso Suprema



Coordenação: professor Rodrigo Guerra de Oliveira (Odontologia).

 

A Clínica de Odontologia HMTJ/Suprema implantou, em setembro de 2010, o Projeto de Extensão Sorriso Suprema. Trata-se do atendimento noturno na Clínica, para colaboradores da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora – Suprema e do Hospital Therezinha de Jesus, sempre às terças-feiras, entre 18h30 e 21h, até o final do período.

 

O serviço é prestado por estudantes do 8º período de Odontologia da FCMS/JF, sob a coordenação de professores, que periciam todo o trabalho realizado. Trata-se de uma atividade complementar para os acadêmicos, totalizando um período de 36 horas.

 

O projeto justifica-se com a detecção do público-alvo: funcionários das duas instituições, cujos horários de trabalho impossibilitam o atendimento odontológico. O objetivo é oferecer aos estudantes do 8º período de Odontologia (último) a oportunidade de exercer, na plenitude, o seu potencial dentro de sua área de conhecimento, com supervisão docente, através de uma atividade complementar que enriqueça seus currículos.

 

São cobrados os trabalhos protéticos, tais como: pontes, dentaduras, coroas, restaurações metálicas, cerâmica, cerômeros, etc., no valor da tabela do laboratório, acrescidos de 10% para fundo de reserva, para possíveis repetições de trabalhos.

 

Voltar ao topo

 

Suprema Teatrando na Saúde



Coordenação: professoras Luciana Scapin e Cintia Brugiolo.


O Projeto Teatrando na Saúde foi criado pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde – Suprema em setembro de 2006, e consiste na utilização das técnicas teatrais como estratégia pedagógica, estimulando a criatividade e a espontaneidade como facilitadores da comunicação na vida do profissional da saúde. É um projeto interdisciplinar, que acolhe estudantes de todos os cursos oferecidos pela faculdade, preparando-os para atuar em equipes multiprofissionais.

 

O objetivo principal é integrar as ferramentas que o teatro oferece com a informação sobre os cuidados em saúde, propiciando, ao mesmo tempo, a formação dos estudantes, a transmissão deste conhecimento às populações da microrregião de Juiz de Fora, MG e, sobretudo, a promoção da qualidade de vida, através do entretenimento cultural.

 

Os acadêmicos, através do Teatro, têm a oportunidade de trabalhar expressão corporal e vocal, desinibição, autoconhecimento, autoconfiança, trabalho em equipe e habilidades comunicacionais. São montados esquetes, histórias e performances para trabalhos no leito, em salas de espera e outros eventos do Hospital Therezinha de Jesus, levando informação em saúde de forma lúdica e estética, promovendo mais qualidade de vida através do acesso à cultura.

 

Através do Teatrando, também são preparados atores para a simulação de casos clínicos, que permitem aos estudantes dos diversos cursos simular as situações que encontrarão, futuramente, em sua vida profissional.

Formato do Projeto
Os ensaios são realizados no Hospital Therezinha de Jesus, na sala 108 do prédio anexo da Suprema, às segundas-feiras, das 16h30 às 18h30. Nesses encontros, além dos exercícios de corpo, voz, jogos teatrais e ensaios, são confeccionados adereços, fantoches e outros recursos para trabalho posterior. As intervenções são feitas junto aos pacientes em cronograma a definir de acordo com a disponibilidade dos participantes e a rotina do Hospital. O projeto é gratuito aos participantes, estando aberto a estudantes, ex-alunos, professores e funcionários da Suprema, do HTJ e da UPA Santa Luzia.

 

Voltar ao topo

 

 

Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus | Todos os Direitos Reservados 2010
HOSPITAL E MATERNIDADE THEREZINHA DE JESUS
R. Dirceu de Andrade, n° 33 - São Mateus - 36025-330 - Juiz de Fora - MG

(32) 4009-2277
Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus