CANAIS INTERATIVOS

Canal HMTJ

26 de junho de 2017

Diabetes: Quando o açúcar vira doença

No dia 26 de junho é "celebrado" o Dia Nacional do Diabetes, em parceria do Ministério da Saúde com a Organização Mundial da Saúde (OMS), devido ao aumento do interesse em torno do diabetes no mundo e o crescente de sua incidência. Por isso, separamos algumas informações relevantes sobre a doença e o que ela causa. 

 

Como surge a Diabetes

Ao comermos, estimulamos o pâncreas a produzir insulina.

Um hormônio essencial para o metabolismo de carboidratos. 

A insulina ajuda a carregar o açúcar dos alimentos no sangue para dentro das células, onde ele será transformado em energia.

Quando uma pessoa engorda as células de gordura se acumulam no abdômen e funcionam como máquinas de hormônios ruins, que saem dessa camada e se espalham pelo corpo, prejudicando a ação da insulina.

Nesse momento, o pâncreas percebe a dificuldade de carregar o açúcar para as células e produz mais insulina, até ficar sobrecarregado e, eventualmente, falhar.

Essa sobrecarga também pode ocorrer quando ingerimos açúcar e demais gorduras. Na diabetes tipo 2, o mais comum é a falência do pâncreas. No tipo 1, o órgão para de funcionar.

 

Pré-diabéticos

É uma condição clínica na qual o nível de glicose no sangue em jejum se encontra constantemente elevado em relação ao que é considerado normal, mas que, no entanto, não é suficientemente elevado para ser diagnosticado como Diabetes mellitus.
Há um risco de progressão de 50% no prazo de 10 anos, mas um estudo recente sugeriu menos 3 anos como tempo de regressão.

 

Diabetes Tipo 1

• É uma disfunção metabólica e uma das formas de Diabetes mellitus;
• Doença autoimune que resulta em destruição das células do pâncreas as quais produzem insulina;
• Acomete cerca de 10% da população de diabéticos;
• Ocorre geralmente na infância e adolescência, sendo estes dependentes de insulinoterapia por toda a vida.

 

Diabetes Tipo 2
• Resistente à insulina e a diminuição na resposta dos receptores de glicose presentes no tecido periférico, levando a quadros de hiperglicemia;
• As células beta do pâncreas aumentam a produção de insulina, levando à sua falência com o passar dos anos.

 

Sinais de alerta
• Fome a toda hora;
• Muita sede;
• Maior frequência para urinar;
• Visão turva;
• Ardência ou coceira para urinar.

 

Tratamento
• Alimentação e dieta adequada para cada tipo de diabetes e para o perfil do paciente;
• Vida mais ativa;
• Uso regular de medicamentos.

 

Fatores de Risco
• Hipertensão;
• Alteração do metabolismo das gorduras (aumento do colesterol e triglicérides);
• Tabagismo;
• Obesidade;
• Sedentarismo.

 

Curiosidades
• Já era conhecida no antigo Egito;
• Foi Areteu quem, no século II, deu a esta doença o nome de Diabetes que em grego significa "sifão";
• Thomas Willis, em 1679, referindo-se ao sabor doce da urina, lhe deu o nome de Diabetes mellitus (sabor de mel);
• Afeta cerca de 12% da população brasileira;
• Está na lista das 5 doenças de maior índice de morte no mundo;
• É a principal causa de cegueira, doença renal terminal e amputações não traumáticas na população adulta.

 


Canais Interativos

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Para receber as últimas notícias e atualizações

(32) 4009-2277
Rua Dr. Dirceu de Andrade, n° 33, Bairro São Mateus,
Juiz de Fora - MG, 36025-140

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR