CANAIS INTERATIVOS

Canal HMTJ

28 de maio de 2018

Dia de Luta pela Redução da Mortalidade Materna

O Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna é celebrado em 28 de maio e visa promover um debate a nível nacional sobre a importância dos cuidados para a saúde da mulher. Além disso, fortalecer a necessidade de melhores políticas públicas que ajudem a garantir condições médicas de qualidade para as gestantes. Nesta data ainda é celebrado o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher, iniciativa que teve início durante o IV Encontro Internacional Mulher e Saúde, na Holanda, em 1984.

Ficou definido que o dia 28 de maio seria destinado a estimular o debate e a reflexão a nível mundial sobre os métodos e ações políticas necessárias para melhorar as condições de saúde da mulher gestante, principalmente. No Brasil, o Dia Nacional da Redução da Mortalidade Materna foi instituído através da Portaria do Ministério da Saúde nº 663/94. A diminuição da mortalidade materna é uma das principais metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), entre as principais causas de morte materna no mundo estão: hemorragia grave, hipertensão na gestação, infecções, complicações de abortos e coágulos sanguíneos.

Nos últimos anos, o Brasil conseguiu diminuir em mais de 40% a taxa de mortalidade materna no país.

NO HMTJ

No HMTJ, não houve casos de mortalidade materna desde novembro de 2016. O hospital prioiriza os protocolos para evitar riscos e incentiva o acompanhamento pré-natal. Oferece Curso de Gestantes, mensal e totalmente gratuito, realizado sempre na terceira sexta-feira do mês. O HMTJ faz parte da Rede Cegonha e incentiva o Parto Humanizado. 

Conheça o CPN do Hospital:

Centro de Parto Normal
O CPN do HMTJ está adequado conforme a Portaria nº 904, de 29 de maio de 2013, que estabelece diretrizes para implantação e habilitação de Centro de Parto Normal (CPN), no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), para o atendimento à mulher e ao recém-nascido no momento do parto e do nascimento. O espaço foi criado em conformidade com o Componente PARTO E NASCIMENTO da Rede Cegonha, e funciona com nove leitos PPP (Pré- parto, Parto e Pós-parto Imediato) e uma sala destinada aos partos assistidos por profissionais especializados (Obstetras e enfermeiros obstetras).


Prezando a qualidade e segurança da assistência prestada, a instituição cumpre a RDC n° 36, de 3 de junho de 2008, que regulamenta o funcionamento dos Serviços de Atenção Obstétrica e Neonatal. Para as parturientes que evoluem para parto espontâneo, é importante ressaltar que todos os procedimentos realizados com recém-nascido saudável (aquele que não precisa ser encaminhada para Unidade Neonatal) acontecem na sua presença e com as devidas orientações. Importante ressaltar que se for necessário realizar cesariana é interessante entrar no link do Centro Cirúrgico, pois a parturiente passa a ser uma paciente cirurgia e poderá encontrar lá orientações adequadas.


No HMTJ, existe uma recuperação anestésica específica para as puérperas permanecerem com seus recém-nascidos e, por isso, seus familiares só poderão ver o bebê no momento em que mãe e filho forem encaminhados para Unidade de Internação (enfermarias).

 


Canais Interativos

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Para receber as últimas notícias e atualizações

(32) 4009-2277
Rua Dr. Dirceu de Andrade, n° 33, Bairro São Mateus,
Juiz de Fora - MG, 36025-140

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR