CANAIS INTERATIVOS

Canal HMTJ

27 de setembro de 2018

Dia Nacional da Doação de Órgãos

O Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos é celebrado em 27 de setembro. O principal objetivo desta data é conscientizar a população em geral sobre a importância de ser doador de órgãos, com o intuito de ajudar a milhares de pessoas que lutam por uma oportunidade de salvarem as suas vidas.

Quem pode doar?

A doação de órgãos ou tecidos pode ser realizada em vida ou morte. Em vida, é possível doar um dos rins, parte do fígado, do pulmão ou a medula óssea, desde que a medida não coloque em risco a saúde do doador. Neste caso, a legislação só permite a doação para parentes até quarto grau e cônjuges. Caso contrário, somente com autorização judicial.

Quando o doador é falecido, a família pode autorizar a doação de órgãos e/ou tecidos, tanto em casos de morte encefálica como parada cardíaca.

Como funciona a Lista de Espera?

Para cada modalidade de transplante, existe uma lista na qual os pacientes são inscritos pelas equipes transplantadoras, por meio de um sistema informatizado (SIG-SNT). As listas são gerenciadas pelas Centrais Estaduais de Transplantes, que fazem o acompanhamento dos receptores inscritos. Toda vez que ocorre uma doação no Estado, a Central Estadual, por meio desse sistema, gera uma lista de receptores compatíveis com o doador em questão. Quando não existem receptores compatíveis dentro do Estado ou quando neste estado não se realiza a modalidade de transplante referente ao órgão doado, a Central Estadual de Transplantes oferta o órgão para a Central Nacional de Transplantes (CNT-MS). A CNT-MS gera uma lista nacional de distribuição e, mediante o aceite, organiza toda a logística de encaminhamento do órgão. A posição na lista de espera é definida por critérios técnicos de compatibilidade entre o par doador-receptor (tais como a compatibilidade sanguínea, antropométrica, gravidade do quadro e tempo de espera em lista do receptor). Para alguns tipos de transplantes, é exigida ainda a compatibilidade genética.

Quais órgãos podemos doar?

Doador falecido: Coração, pulmões, fígado, pâncreas, intestino, rins, córnea, vasos, pele, ossos e tendões.

Doador vivo: rins, parte do fígado ou do pulmão e medula óssea.

 


Canais Interativos

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Para receber as últimas notícias e atualizações

(32) 4009-2277
Rua Dr. Dirceu de Andrade, n° 33, Bairro São Mateus,
Juiz de Fora - MG, 36025-140

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR