CANAIS INTERATIVOS

Canal HMTJ

19 de maio de 2018

Maio Roxo alerta para doença inflamatória intestinal (DII)

Problemas intestinais recorrentes, incluindo diarreia, dores e cólicas abdominais, perda de apetite e perda de peso, febre e fadiga podem ser indicativos de doença inflamatória intestinal. No mundo todo, um movimento de combate a estes sintomas foram chamados de Maio Roxo, para lembrar a importância doença inflamatória intestinal (DII). Indivíduos com DII podem sofrer de sintomas episódicos ou persistentes que dificultam a realização das atividades cotidianas. As formas mais comuns de DII são a doença de Crohn e a colite ulcerativa.

A prevalência da DII está aumentando, afetando cerca de 1,5 milhões de pessoas nos Estados Unidos e 2,2 milhões na Europa. A causa da DII não é conhecida, mas pode haver envolvimento da predisposição genética, do sistema imunológico e do meio- ambiente. Os sintomas de DII podem ser afetados pela dieta e estresse, de modo que mudanças nutricionais e no estilo de vida podem ajudar. Na Nestlé Health Science, dedicamos uma parte significativa dos nossos esforços de pesquisa às terapias nutricionais para auxiliar distúrbios gastrointestinais. Assim, nosso objetivo é ajudar os pacientes a controlar melhor sua condição clínica.

Os pacientes com DII podem ter consciência de que determinados alimentos agravam os sintomas. Comumente, os sintomas podem ser agravados por laticínios, alimentos gordurosos, alimentos condimentados, álcool, cafeína, e mesmo excesso de fibra. Uma vez que a DII pode causar restrições ao TGI, alimentos de fácil digestão são importantes. Seguir as instruções nutricionais para qualquer medicação também é fundamental, assim como interações medicamento-alimento que podem afetar os sintomas. É possível que ocorra a perda de peso indesejado, especialmente quando os sintomas se agravam, os pacientes devem certificar-se de ingerir a quantidade adequada de nutrientes e líquidos, por meio de refeições menores e mais frequentes, bem como fazer uso de alimentação enteral (oral/sonda) ou suplementos nutricionais, se necessário.

Os sintomas característicos de doença inflamatória intestinal (DII) incluem:

  • Diarreia (movimentos intestinais frequentes com fezes líquidas ou granulada)
  • Dor abdominal
  • Sangue nas fezes
  • Pus e muco nas fezes
  • Movimentos intestinais doloridos
  • Perda de peso
  • Febre e efeito sobre a saúde em geral

Uma infecção gastrintestinal (ou "dor de barriga") e síndrome do intestino irritável (SII) também podem causar alguns desses sintomas.

O que acontece quando uma pessoa desenvolve DII?
A maioria das pessoas com DII terá períodos nos quais seus sintomas pioram, conhecidos como crises, fase ativa, recidiva ou ''ataque'' - intercalados com períodos quando a doença está calma e com poucos ou nenhum sintoma, conhecidos como remissão.

O número, o tipo e a duração das crises variam e a DII afeta pessoas diferentes de maneiras diferentes.

A DII pode ser dividida em diferentes tipos, dependendo da extensão e frequência das crises:

Com recaídas frequentes - crises ocorrem mais frequentemente do que uma vez ao ano.

  • Intermitente - um período mais longo que um ano se passa entre crises individuais
  • Crônica - se um ataque dura mais que um ano
  • Aguda - é muito intensa, com rápida progressão da inflamação
  • Reativação - quando a inflamação agudiza novamente na região do intestino que foi afetada por inflamação no passado. Isso ocorre geralmente se a medicação for descontinuada.

A maioria das pessoas apresenta o que é conhecido como DII intermitente crônica, ou seja, elas têm crises mais longas com períodos de remissão entre elas.

 

Fontes: Nestlé Health Science e http://www.minhadii.com.br/


Canais Interativos

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Para receber as últimas notícias e atualizações

(32) 4009-2277
Rua Dr. Dirceu de Andrade, n° 33, Bairro São Mateus,
Juiz de Fora - MG, 36025-140

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR