CANAIS INTERATIVOS

Canal HMTJ

07 de maio de 2016

Prevenção das alergias: PELE

A alergia significa uma reação exagerada do organismo a alimentos, poluentes, cremes, remédios, ácaros, entre outros. A pele é um dos órgãos mais frequentemente acometidos por processos alérgicos. Existem diversas causas para alergia na pele, mas todas elas costumam se apresentar com duas características: rash cutâneo (manchas ou placas avermelhadas na pele) e intensa coceira.

Caso as alergias não sejam cuidadas adequadamente, há risco de a pele ficar com manchas residuais ou cicatrizes. Tudo depende do grau de inflamação que aconteça e também das repercussões, como coceira. Neste caso, pode haver ferimento, úlcera e até cicatrizes. As alergias de pele podem surgir como urticária (quando aparecem vergões, com coceira e vermelhidão), dermatite atópica (inflamação alérgica, mais comum nas crianças, apresentando coceira e irritação da pele), dermatite de contato (reação provocada na pele, pelo contato direto com certas substâncias às quais o indivíduo seja sensível) e alergia à picada de inseto.


Esta época também é propícia ao aparecimento de alergias na pele, devido às baixas temperaturas e os banhos quentes mais demorados, que provoca o ressecamento e, consequentemente, irritações. Um exemplo disso é a ocorrência de dermatites atópicas, levando ao aparecimento de lesões e coceira.

Os principais sintomas de alergia na pele incluem:

• Coceira;
• Vermelhidão;
• Descamação;
• Irritação;
• Presença de manchas ou de bolinhas avermelhadas ou brancas.


Estes sintomas podem aparecer poucos minutos após o contato com o alergeneo, mas também podem demorar várias horas e até dias para se desenvolverem completamente. Dessa forma, deve-se tentar lembrar dos objetos ou substâncias que estiveram em contato com a região nos útltimos 3 dias, para tentar achar uma causa.
Nos casos mais graves e menos comuns, a alergia na pele pode também levar ao aparecimento de sintomas graves como dificuldade para respirar e desconforto na garganta, sendo nestes casos muito importante ir rapidamente no pronto socorro ou chamar o SAMU.


O que se deve fazer quando surgem sintomas

Assim que os primeiros sintomas de alergia surgem, é importante que tome medidas rapidamente, lavando com água abundante e sabão com pH neutro as regiões da pele onde os sintomas de alergia estão a surgir. Após lavar bem essas regiões, é importante passar na pele produtos hipoalérgicos com calmantes, como cremes ou loções com camomila, alfazema ou babosa por exemplo, para aliviar o desconforto e acalmar a irritação na pele, ajudando também a manter a sua hidratação


Porém, se após lavar e hidratar a pele, os sintomas não desaparecerem completamente após aproximadamente 2 horas ou se estes piorarem nesse espaço de tempo, é recomendado que consulte o dermatologista logo que possível para que ele possa prescrever remédios para o tratamento da alergia.


A alergia na pele pode ter diversas causas, que incluem:
• Picadas de insetos;
• Suor;
• Bijuteria;
• Intoxicação alimentar;
• Medicamentos ou a alimentos;
• Plantas ou pelos de animais;
• Roupas, cintos ou a alguns tipos de tecido como lã ou jeans;
• Substâncias ou materiais irritantes como detergente, sabão de lavar roupa, produtos de beleza e cosméticos, maquiagem, shampoo, desodorante, gel de banho, sabonete, cera ou mesmo ao creme depilatório.
A alergia na pele pode-se manifestar-se causando diversos sintomas, sendo muito importante conseguir identificar a causa da alergia para que esta possa ser evitada.


Tratamento para alergia na pele


O tratamento recomendado para a alergia na pele deve ser indicado pelo médico dermatologista e o tipo de tratamento vai depender da intensidade dos sintomas. Geralmente, o tratamento é feito com anti-histamínicos ou com corticoides, na forma de xarope ou comprimidos que servem para aliviar e tratar os sintomas da alergia.


Além disso, nos casos onde a coceira é muito intensa, o médico pode também recomendar o uso de uma pomada para alergia, que vai hidratar a pele e aliviar a coceira e vermelhidão.


Alergia na pele é mais comum na gravidez?


A alergia na pele na gravidez pode acontecer devido ás alterações hormonais e do sistema imune que ocorrem naturalmente durante este período, o que pode deixar a grávida mais sensível ao surgimento de uma alergia na pele indesejada.


Nestes casos, é recomendado que tente acalmar a pele com cremes ou loções com camomila, alfazema ou babosa por exemplo, que ajudam a aliviar o desconforto e a irritação na pele, sendo recomendado que consulte o dermatologista logo que possível.


Geralmente, a alergia na pele na gravidez não prejudica o bebê, porém se os sintomas da alergia forem intensos é recomendado ir no pronto socorro ou hospital.


Canais Interativos

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Para receber as últimas notícias e atualizações

(32) 4009-2277
Rua Dr. Dirceu de Andrade, n° 33, Bairro São Mateus,
Juiz de Fora - MG, 36025-140

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR