CANAIS INTERATIVOS

NOTÍCIAS

29 de março de 2018

Elas por elas no #somosTODAShmtj

No Mês da Mulher, o HMTJ quis ouvir de suas colaboradoras «O que é ser mulher no século 21?».

Elas, que são 75% da força de trabalho do Hospital, estão representadas aqui por algumas colegas.

Acompanhe!

"A mulher de hoje consegue exercer várias funções e tarefas. Conseguimos conciliar a vida profissional e a vida pessoal de forma equilibrada, desempenhando diversos papéis como de mãe, esposa, profissional, dona de casa dentre tantos outros...e ainda cuidando da saúde, bem estar e beleza.Sou respeitada por meus colaboradores assim como também pelos meus superiores. Este respeito e liberdade de trabalhar foram conquistados através dos anos ao conseguir corresponder às expectativas da empresa, através de qualificações e investimento na carreira ao longo dos anos. Não é fácil conciliar a vida profissional com a de mãe e esposa, mas a independência financeira sempre foi muito importante para mim, como também para várias mulheres, e a mulher de hoje busca equilíbrio em todos os setores da sua vida e o trabalho é um desses, buscamos estabilidade e avançamos cada vez mais nas nossas conquistas, superando os dilemas e dificuldades que surgem em nosso caminho, fazemos tudo isso com nossa leveza e graciosidade feminina!"

JACKELINE ALVARENGA
Coordenadora do Serviço de Nutrição

 

"Como a típica mulher do século 21, tenho força, garra e determinação. Desde muito nova me divido entre o trabalho e o estudo.
Hoje, sou casada, mãe de uma filha linda e continuo me dividindo entre a família e o trabalho. O que tento administrar da melhor forma possível, pois, nós, mulheres, somos fortes, chegamos para ficar, conquistando cada vez mais espaço no mercado de trabalho.
Neste mês de março, celebramos todas as conquistas que lutamos tanto para ter, para tornar o mundo mais igualitário, mais solidário e mais justo para, nós, mulheres.
Conquistamos nosso direito ao voto, conquistamos nossa liberdade. Antes, a mulher se restringia às atividades domésticas, hoje, estamos conquistando espaços maiores.
Hoje, com o empoderamento feminino, nos destacamos no mercado de trabalho, conquistando autonomia financeira e lutamos pela igualdade de direitos.
Me realizo sendo mulher, mãe e enfermeira."

JULIANA SCHULTZ
Enfermeira Neonatal

 

"A mulher no mercado de trabalho alcançou e vem alcançando muitos avanços. Cada vez mais cargos que, anteriormente, eram destinados apenas aos homens têm sido ocupados também por mulheres, principalmente cargos de liderança.Foram vários os obstáculos enfrentados até hoje, mas há muito ainda a ser conquistado. Haja vista, que a mulher possui competência e habilidade para assumir qualquer função. Acertos ou falhas podem ocorrer independente do gênero sexual, uma vez que são inerentes ao ser humano. Há alguns anos, sou psicóloga e coordenadora do Serviço de Psicologia Hospitalar do HMTJ, uma profissão que desempenho com muito amor, ética e profissionalismo.
Sou uma pessoa dedicada, respeitada e valorizada tanto pelos pacientes e familiares, a que atendo diariamente, quanto pelos profissionais com que trabalho, Independente do gênero."

IZABELLA LIGUORI CORSINO VABO
Coordenadora de Psicologia

 

"Como você vê a mulher no mercado de trabalho atual?
Podemos dizer que, nos últimos anos, as mulheres vêm como um fenômeno mundial no mercado de trabalho. Conseguimos espaço em meio a muitas dificuldades, desigualdades e preconceito. Abrimos espaço em vários segmentos, até os mais inacreditáveis, mesmo em países em desenvolvimento as mulheres arrasam no trabalho. Dedicadas, bonitas, organizadas e muito esforçadas, elas não tem medo do que poderá vir pela frente. Assim as mulheres são consideradas multiprofissionais, podendo ser em uma só, médica, enfermeira, psicóloga, meiga, amiga e também muito brava, "haja TPM"...rsrsrs. Pesquisas recentes afirmam que no Brasil a mulher representa 41% da força de trabalho e 24% estão em cargos de liderança, mostrando o poder da mulher contemporânea no mercado de trabalho.

Como eu vejo a mulher em cargo de liderança?
A mulher nasce com um dom, no meu caso, desde que, iniciei minha vida profissional, sempre estive em cargos de liderança em vários segmentos. Hoje, na área de saúde e no cargo de coordenadora considero esta passando por um novo desafio, aprendendo coisas novas todos os dias e o mais importante fazendo o que gosto, de forma dedicada, profissional e com muito amor."

ANA PAULA TONDELA
Coordenadora das Recepções

 

"A mulher, hoje, começou a ocupar seu espaço no mercado de trabalho, depois de muitas lutas, até reconhecerem a sua capacidade de interagir e executar mão de obra que, até então, eram feitas somente por homens. Já se pode considerar que quase todas as mulheres adquiriram uma nova identidade, o que possibilitou uma nova história, com direitos assegurados e inseridos nos diversos campos no mercado. Digo por mim, que tenho mais de 60 anos e fui abraçada por esta Empresa que não olhou o lado EU, e sim, uma profissional.
Trabalho na Recepção e desempenho funções tais como: internações, inclusões de crachás, recepciono visitantes e pacientes, atendo a telefonia, fico atenta às pessoas que estão em volta, controlo entrada e saída de pessoas, enfim, várias funções que são necessárias para que o setor fique organizado. Agradeço a oportunidade de trabalhar neste Hospital e, com certeza, farei o meu melhor para ver crescer ainda mais esta Empresa."

SOLANGE MARIA
Recepcionista

 

"Ser mulher nos dias atuais tem sentido muito amplo. Somos símbolo de luta, de resistência, de conquistas, amor, beleza, sensibilidade e poder. Na sociedade atual, desempenhamos papéis de extrema importância, somos protagonistas de nossas histórias, mães e esposas amorosas, trabalhadoras esforçadas, profissionais cada vez mais capacitadas, cidadãs ativas e conscientes de seu papel como mulher na sociedade brasileira. Cada vez mais estamos inseridas no mercado de trabalho em diversas áreas que em outros tempos ninguém poderia sequer imaginar. As lutas foram travadas e as conquistas foram muitas, mas ainda temos desafios a frente que para serem concretizados, requer que acreditemos em nossa garra, nossa luz interior e nosso imenso potencial feminino."

ANNA CAROLINA CHAPINOTTI
Assistente Social da UPA Santa Luzia (sob gestão do HMTJ)


"O perfil da mulher do séc XXI é bastante diferente da mulher de antigamente. No passado, a mulher tinha seu direito ao voto negado, não podia sair de casa sozinha somente acompanha de seu esposo, era vista como do lar, que vivia para cuidar da casa, marido e filhos e nem tinha o direito de expressar sua opinião perante a sociedade pois era discriminada.
Hoje, depois de muita luta e persistência foi conquistando seu espaço na sociedade e no mercado e trabalho ocupando cargos de responsabilidade até mesmo cargos que antes eram somente executados por homens como dirigir caminhão, operar guindastes e até mesmo ocupar a presidência do Brasil. Juntamente com trabalho, a mulher consegue associar suas tarefas tradicionais de mãe e esposa sem atrapalhar sua vida. A mulher do século XXI ganha, com seu esforço e dedicação, seu próprio salário, o que leva a sua própria independência e reconhecimento. Um desafio que permanece ainda é a desigualdade salarial quando comparada ao homem que com o tempo e o aumento da mulher no mercado creio que irá ser conquistado também.
Hoje, podemos dizer que somos capazes de conquistar tudo que almejamos de cabeça erguida, com garra e dignidade."

JANAÍNA OTONI
Enfermeira da UTI Neonatal

 

"Ser mulher no mundo atual é viver, aprender, trocar experiências, ser mãe, mulher, e uma profissional respeitada! Infelizmente, a mulher ainda é vista como
o sexo frágil, mas a cada dia que se passa estamos conquistando espaço, cargos de liderança e deixando de ser comparadas com o sexo oposto."

DAYANE FERREIRA
Enfermeira da UTI Neonatal

 

"Ser mulher no século XXI...
É quase superar as leis da física por se fazer presente em vários lugares ao mesmo tempo, uma mãe atenciosa, uma profissional diferenciada, uma boa filha, uma exemplar esposa, ser bela e alegre e, por vezes, engolir o choro e passar corretivo nas olheiras. E o que é mais contraditório é que amamos esse desafio. Eu realmente amo ser Enfermeira, meu trabalho e minha família e, mesmo com todos os desafios, não escolheria outra vida jamais!"

ANA CAROLINA
Enfermeira da unidade de internação

 

"A nossa sociedade ainda é machista, porém, as mulheres não deixam se abater, nós mostramos ser guerreiras e batalhadoras e temos muito potencial para ocupar qualquer cargo, o nosso grande diferencial é que além de competentes, colocamos muito amor em tudo que fazemos."

CLÁUDIA MÁRCIA GUEDES JULIO
Secretária da Direção
UPA Santa Luzia


"A mulher ainda é vista no mercado de trabalho com preconceito e discriminação. Embora estejamos caminhando por igualdade em relação ao trabalho e salários, cresce cada dia mais o número de mulheres em busca da sua independência financeira e menos submissa. 

Falar da mulher no mercado de trabalho, hoje, seria falar da participação, da execução e da movimentação da mulher de forma criativa e de aprendizado. É dialogar sobre as dificuldades enfrentadas no dia a dia, é combinar satisfação pessoal com remuneração igualitária.
Acho importante é provocar reflexões sobre a evolução da mulher no trabalho e identificar o motivo que nos leva a buscar esta igualdade. A valorização da mulher no mercado de trabalho continua sendo uma luta, mas não vamos desistir, porque em muito já se tem avançado."

CARMEN LÚCIA DE OLIVEIRA E LIMA
Auxiliar de Enfermagem

 

"Como a mulher do século XXI é vista?
Se compararmos com os séculos anteriores, a forma como a mulher do século XXI é vista e representada social, política e culturalmente teve avanços. Entretanto, mesmo diante disso, nós mulheres ainda vivemos em um cenário de disparidade em relação aos homens. Além dos salários inferiores aos dos homens, nós mulheres ainda somos vistas como mais frágeis e muitas vezes como incapazes de exercer algumas tarefas. Apesar dos impasses ainda existentes, acredito que as mulheres do século XXI estão ainda mais unidas e dispostas a igualar seus direitos aos dos homens!
Como você é vista no trabalho?
Essa é uma pergunta difícil de responder, porém sempre fui respeitada por todos em meu local de trabalho, além de termos muitas mulheres que trabalham no HMTJ, o que considero um ponto positivo.
Como está a mulher no mercado de trabalho hoje?
Estudos e pesquisas apontam que as mulheres possuem, cada vez mais, um nível de escolaridade mais alto do que os homens. E se nós estamos nos capacitando mais, teremos mais oportunidades de competir no mercado de trabalho. Ainda temos muitos obstáculos inerentes ao nosso sexo, contudo as mulheres estão, a partir de uma luta de séculos, conseguindo cada vez mais serem reconhecidas
pelo que fazem, independente da área!"

ADRIANA COSTA LAMAS
Telefonia

 

"A mulher do século XXI tem foco, coragem e determinação.Tem competência teórica e técnica para assumir cargos de coordenação e até ir além. A mulher do século XXI tem jornada dupla ou até mesmo tripla e ainda recebe "ajuda" de seu companheiro, porque no século XXI continua sendo exclusivamente dela a responsabilidade das tarefas do lar.
Eu Flávia, mulher no século XXI, traço as maiores metas possíveis e tenho os sonhos mais extraordinários, certa de que estou pronta para trabalhar e obtê-los. Porque a cada obstáculo que me deparo no cargo que exerço hoje, posso dizer que sou mais forte do que penso e mais feliz do que imaginei ser!"

FLÁVIA FERNANDES
Coordenadora dos Serviços de Enfermagem da Unidade de Internação

 

"Nós, mulheres, estamos nos destacando, ocupando cargos que antigamente eram restritos aos homens. Infelizmente, nossa sociedade, ainda é um pouco machista, porém, não podemos nos deixar abater, temos que mostrar o quanto somos guerreiras e batalhadoras, independente do que as pessoas pensem. Precisamos conquistar nossas realizações pessoais e profissionais, lutando por nossos objetivos.
Pra mim, ser mulher nos dias de hoje, é gratificante, mesmo com a correria do dia a dia e todos os desafios, sou imensamente feliz com o que eu faço.
Eu não escolheria outra profissão!"

MARIANE DE ALMEIDA SANTOS
Enfermeira Neonatal

 

"MULHER NO TRABALHO
Nascemos com o dom de conseguir fazer várias tarefas ao mesmo tempo, assim me sinto totalmente capaz de encarar os desafios que surgem em meu dia a dia. Mesmo nos dias de hoje com o avanço tecnológico, facilidades para o desenvolvimento de algumas tarefas e coisa e tal, exigimos de nós mesmas sempre mais.

COMO GESTANTE...
... nessa fase que me encontro, agradeço a Deus a saúde e disposição para concluir minha jornada dentro ou fora do hospital, lógico que com uma atenção especial, mas sempre com determinação e eficiência, pelo menos é o que busco."

DÉBORA EGYDIO
Recepcionista

 

"Em cargo de Coordenadoria e Direção somos a minoria. Porém, estamos mudando esse quadro, nem que seja lentamente.
No meu caso, sempre fui bem acolhida e respeitada, acredito devido ao meu profissionalismo e Comprometimento."

ANDREIA MONTEIRO
Coordenadora de Finanças

 

"No mercado de trabalho atual, a mulher se depara ao desafio de continuar sendo mulher e se desdobrar em seus mais variados papéis - profissional, mãe (no meu caso de 3), esposa, dona de casa, filha, amiga etc. Ser mulher em um cargo de coordenação, requer envolvimento, empatia, flexibilidade e persistência para unir e colocar a equipe ao seu lado em busca da realização de um bem geral.
Ser mulher na coordenação é saber que, em algum momento, a sua capacidade será colocada em questão pelo simples fato de ser mulher, mas continuar firme e forte (cada vez mais) no propósito de exercer com excelência a função de estar à frente de uma equipe de profissionais,
tornando-os também excelentes nas suas práticas."

Enfa. OCTACÍLIA NOGUEIRA
Coordenadora dos Serviços de Enfermagem da UTI e UI Neonatal, CPN e Pediatria

 

"As mulheres têm conquistado cada vez mais lugar no mercado de trabalho, porém, apesar das conquistas, ainda enfrentamos muitas barreiras.
Trabalho no HMTJ e em um outro local e é frequente nos atendimentos a homens, passar por situações de ameaça e intimidação. Vejo também a condição da mulher no mercado de trabalho, quando diariamente evidencio nas minhas abordagens mulheres buscando emprego, a maioria, chefe de família, que necessita cuidar do lar, dos filhos, e que é impedida porque esbarra na deficiência das políticas públicas, como, por exemplo, a falta de creche e ensino integral para os filhos permanecerem enquanto a mulher trabalha. Penso que a caminhada ainda é muito longa, mas estamos no caminho certo para conquistarmos mais igualdade e reconhecimento e assumirmos um lugar diferente na sociedade e, por consequência, no mercado de trabalho."

ADRIANA STEHLING
Assistente Social


"Como me sinto mulher no século XXI?
Ontem, trabalhando, buscando assegurar o direito de uma criança, me vi sendo agredida por um homem que adentrou à instituição e, apontando o dedo na minha cara, me ameaçou. Ontem? Dia Internacional da Mulher?! Agredida por um homem... Fiquei um bom tempo no posto policial
para fazer um boletim de ocorrência e, após trabalhar 14 horas, cheguei em casa para descansar e ao olhar meu extrato bancário vi que não tinha dinheiro para comprar um sapato.
Como me sinto sendo mulher no século XXI?
Logo eu, cheia de quimeras, querendo ser uma bailarina, astronauta, Assistente Social, empreendedora e até mesmo um atriz circense, me pego diariamente tendo que enfrentar vários desafios, preconceitos e machismo em busca de não desistir de ser ambiciosa, livre e competir
com respeito na realização dos meus audaciosos sonhos, sem ter que atender só às expectativas de uma sociedade ainda preconceituosa.
Mulher do século XXI, as imposições de nossas vidas são colocadas por nós mesmas."

FABIANA MOURA
Assistente Social

 

"Como a mulher no século 21 é vista?
Infelizmente, a mulher ainda é discriminada e, por vezes, desrespeitada por seu gênero.
As mulheres podem e têm capacidade para exercerem as mesmas tarefas dos homens e não têm a mesma remuneração e reconhecimento profissional.
Como você é vista no trabalho?
Sinceramente, não sei como sou vista no meu trabalho, mas posso dizer que me considero uma boa profissional e estou apta a desempenhar qualquer função na minha área. No HMTJ, nunca sofri nenhum preconceito por ser mulher, mas penso que se fosse homem, talvez teria acessos ou oportunidades diferentes, rsrs.
Como está a mulher no mercado de trabalho hoje?
Acho que ainda temos muito a conquistar. As mulheres devem e podem dominar o mundo com muita classe, competência e batom! Rsrs... Uma pena que a nossa Presidente não soube nos representar, mas vemos por aí, muitas mulheres à frente de grandes empresas, de países,
no executivo e legislativo, e exercendo também funções braçais com muita habilidade.
É muito motivador vermos que podemos estar onde quisermos!"

EVIAN NOGUEIRA TEIXEIRA
Assistente de Direção

 

"Como a mulher no século 21 é vista?
A mulher do século 21 está sendo vista como empreendedora, inteligente, líder, guerreira, forte e decidida.
Como você é vista no trabalho?
No meu trabalho eu sou vista como líder, forte e guerreira, sou respeitada na minha função e formadora de opinião.
Como está a mulher no mercado de trabalho hoje?
Apesar de alguns cargos ainda serem ocupados pela maioria homem, a mulher vem se destacando devido ao de escolaridade, hoje a mulher vem se preparando e estudando cada vez mais, é isso está sendo o diferencial na ocupação dos cargos."

JULIANE BATALHA
Coordenadora de Qualidade

 

 

 

 

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Para receber as últimas notícias e atualizações

(32) 4009-2277
Rua Dr. Dirceu de Andrade, n° 33, Bairro São Mateus,
Juiz de Fora - MG, 36025-140

VEJA ABAIXO COMO CHEGAR