Ginecologia e Obstetrícia

OBJETIVOS GERAIS: Formar e habilitar médicos na área da Ginecologia e Obstetrícia, clínica e cirúrgica, com competências que o permitam a dirimir as situações, os problemas e os dilemas na área da Ginecologia e Obstetrícia e a dominar a realização dos procedimentos diagnósticos e terapêuticos da especialidade, assim como avaliar as opções não operatórias e desenvolver um pensamento crítico reflexivo em relação à literatura médica, tornando-o progressivamente responsável e independente.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Dominar as bases do atendimento obstétrico de baixo e alto risco e complicações frequentes, durante a gravidez, o trabalho de parto, parto e puerpério. Contribuir e valorizar a assimilação da cultura de segurança do paciente entre os profissionais e serviços de saúde no país.

CENÁRIOS DE PRÁTICA: Ambulatório, Centro Cirúrgico, Centro Obstétrico, Unidade de Internação de Ginecologia, Unidade de Internação de Obstetrícia, Urgência e Emergência (Obstetrícia), Ultrassonografia, Unidade de Terapia Intensiva Adulto (UTI).

Além das atividades teóricas obrigatórias e estágios opcionais.

NÚMERO DE VAGAS: 4
DURAÇÃO DO PROGRAMA: 3 anos (8640 horas)


Reconhecimento e credibilidade

Saiba porque a Residência do HMTJ é considerada uma das melhores do país

O HMTJ foi a primeira grande maternidade regional de Juiz de Fora. Por sua história, tem reconhecimento nacional na formação de profissionais de medicina em Minas Gerais e atende a 60% dos partos que acontecem em Juiz de Fora e região. A residência de Ginecologia e Obstetrícia (GO) do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus existe há 12 anos e é a mais conceituada e disputada da região.

CONVÊNIO GARANTE INFRAESTRUTURA E APOIO ACADÊMICO

Além do diferencial histórico, a residência de GO do HMTJ possui convênio com a Faculdade Suprema de Ciências Médicas desde 2006. O Coordenador do programa de residência de GO, Dr. Umberto Marzullo explica que a parceria garante infraestrutura e apoio acadêmico. “O residente tem acesso a periódicos, biblioteca, laboratório de habilidades, além de convênios com o Hospital Monte Sinai, Ascomcer, Acispes e Pam Marechal”, explica Marzullo. Ainda em relação à parte acadêmica, o seu Núcleo de Educação Continuada realiza suas atividades sempre às segundas feiras, às 18h. Com a pandemia, as reuniões têm sido online, porém com previsão de em breve retornar ao presencial.

REFERÊNCIA EM PARTOS DE ALTO RISCO

De acordo com o coordenador, os partos de alto risco são direcionados à instituição. “Apesar de não ser reconhecida como maternidade de alto risco, historicamente o HMTJ é responsável por atender a maior parte dos partos de alto risco da região. Inclusive, no atual fluxograma da prefeitura somos responsáveis pelo direcionamento de pacientes para toda a região central, nordeste e zona norte da cidade, o que significa que a maior população de alto risco, inclusive no período da pandemia da Covid-19, é atendida pelo HMTJ”.

CENTRO DE REFERÊNCIA EM PLANEJAMENTO FAMILIAR

Há incentivo para o treinamento exclusivo dos residentes por parte do Hospital e da Faculdade, através do núcleo de pesquisa em planejamento familiar. “Já capacitamos mais de 1500 médicos com equipamento e material doado pela Bayer. Somos reconhecidos como um centro de referência em planejamento familiar. Temos aqui a estrutura prática e teórica para os residentes do HMTJ. Temos realizado treinamentos com uso de implantes, sem custos para o hospital. O médico sai daqui preparado para atender no consultório, com capacidade técnica para inserir DIU ou outros implantes”.

ROTINA INTENSA

A equipe de obstetrícia tem plantões 24h, o maior movimento da cidade. O residente é distribuído em enfermaria, porta de Emergência, Centro Cirúrgico e Centro de Parto Normal. Como o residente tem que ter um número mínimo de procedimentos realizados, aqui no HMTJ há plenas condições de realizá-las. “Nossos residentes têm seu desempenho elogiado e são destaque em todos os lugares do pais”, destaca Marzullo.

Os residentes também participam de programas realizados e oferecidos à comunidade, como o Curso de Gestantes e demais cursos de capacitação. Eles atendem aos parâmetros da OMS (Organização Mundial de Saúde) e estão parados, atualmente, por conta da pandemia.

AVALIAÇÕES DE DESTAQUE

O TEGO (Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia) é uma prova da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e é uma certificação exigida em diversas instituições do país. Trata-se de uma prova muito difícil cujo índice de aprovação gira em torno de 50%. O aproveitamento dos residentes do HMTJ na prova de títulos de especialista do TEGO é de quase 100%.

O Coordenador da residência de GO explica como a instituição avalia a excelência do programa. ”Mesmo com limitações financeiras, nosso programa de residentes é muito elogiado, disputado e escolhido. A avaliação que fazemos dos residentes é muito boa. Nos baseamos em um modelo próprio que avalia: desempenho cirúrgico na prática, ambulatórios, assiduidade, relacionamento, adesão aos programas do corpo clínico. Temos feito o padrão como modelo experimental que, futuramente, irá evoluir”.