Ortopedia de Alta Complexidade

Alta complexidade em Ortopedia e Traumatologia no HMTJ

O Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus é uma das referências de tratamento de Traumato-ortopedia de Alta Complexidade na macrorregião Sudeste, com um trabalho diferenciado no atendimento aos usuários do SUS para correção de fraturas de quadril, joelho e todas as cirurgias de coluna vertebral. Os especialistas do HMTJ também fazem ambulatórios de pré e pós-cirurgia para estas modalidades. O hospital é a principal referência da cidade nos atendimento de cirurgias do colo de fêmur e cirurgias transtrocanterianas (terço proximal do fêmur), além de fratura exposta (desde que não seja em politraumatizados).

O hospital também é credenciado para a realização dos procedimentos de Baixa e de Média Complexidade, prioritariamente voltada para o atendimento às vítimas de trauma por causas externas, fazendo parte da atenção da Linha de Cuidado ao Trauma na rede de atenção as Urgências e Emergências (RUE). Todo atendimento que recebe é regulado pelo SUS Fácil, acolhendo pacientes transferidos ou atendidos pelo SAMU em praticamente todos os casos com necessidade de tratamento em Ortopedia e Traumatologia. Apenas os politraumatismos não são destinados ao HMTJ, pois a referência regional para estes casos é o HPS (Hospital de Pronto Socorro Dr. Mozart Teixeira). Porém, o HMTJ não recebe quaisquer destes pacientes como “porta aberta”, eles precisam ser admitidos via sistema.



Credenciamento e qualificação
Para receber o tipo de credenciamento especial, no caso da alta complexidade em Traumato-ortopdia, o Hospital precisa preencher requisitos de qualificação. O mais importante é ter os especialistas na área, precisa de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e ambulatórios de pré e pós-operatórios para cada uma das cirurgias de alta complexidade. Os ortopedistas do quadro do HMTJ têm especialização também nas subespecialidades referenciadas.

O Hospital passou pelas avaliações em nível municipal, estadual e federal para que pudesse ser classificado como capacitado a fazer as cirurgias de alta complexidade. Mas hoje, exceto os politraumatizados, todo paciente com fratura que chega ao hospital é atendido para correção definitiva.
Os Ambulatórios de especialidades na Traumato-ortopedia do Therezinha são de Joelho, Quadril e Coluna. O seu quadro de especialistas também faz procedimentos em alta complexidade na área de mão, pé e outras, mas não tem ambulatório específico no momento pela não formalização como referência reconhecida no âmbito municipal.



Residência em Ortopedia e Traumatologia
Como hospital de ensino, o HMTJ tem credenciamento para Residência de Ortopedia e Traumatologia. São oferecidas três vagas como modalidade de pós-graduação sob a forma de curso de especialização com três anos de duração. Todas as áreas possuem programas pedagógicos regulamentados pelos Ministérios da Saúde e da Educação (MEC), tendo como cenários de prática na instituição os Ambulatórios de Traumas, Centro Cirúrgico, Unidade de Internação, Urgência e Emergência, além de estágios obrigatórios em Medicina Física e Reabilitação, Neurologia, Reumatologia e atividades teóricas obrigatórias e também estágios opcionais.

O médico responsável pela área de Ortopedia e Traumatologia no HMTJ é o especialista em coluna, Dr. Valdeci Manoel de Oliveira que lembra que alguns dos chefes de Especialidades no HMTJ foram os primeiros residentes da instituição. “Eles estão em todo o país, hoje, e muitos atuam em Juiz de Fora já como referência em ombro, mão, pé, quadril, há outros na área de joelho e coluna, por exemplo, mostrando a importância de uma formação de base muito bem feita”.



Prêmio e referência
O Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, através do ambulatório de tratamento e prevenção da Osteoporose, foi reconhecido como centro de tratamento (FLS), recebendo, em 2020, o selo prata da International Osteoporosis Foundation (IOF). Com este título, o HMTJ passa a fazer parte do mapa global de melhores práticas na área. Sob a coordenação do Dr. Valdeci e da Drª Rafaela Breijão, o serviço busca a dar assistência aos pacientes que foram atendidos na unidade em decorrência de fraturas por fragilidade.

O FLS - Fracture Liaison Service – faz parte do projeto “Capture the Fracture” e é o mais difundido pela IOF. O prêmio representa um reconhecimento fundamental ao trabalho desenvolvido na prevenção da segunda (e demais) fraturas no caso dos pacientes de Osteoporose, sendo o ambulatório a referência regional para este tipo de cuidado.

Leia a matéria completa Clicando aqui!

 

.